Reviews Testes

Moon Neo 430HA headphone amplifier: o silêncio dos inocentes

DSCF0487.jpg

Vou abrir o teste com palavras fortes para despertar a curiosidade dos leitores que procuram um amplificador de auscultadores que não se ‘encolha’ quando colocado perante as cargas complicadas e sensibilidades baixas dos planar magnéticos que estão agora na moda: Abyss, Audeze, Hifiman, Mr.Speakers, etc.

O Moon 430HA debita 8 W sobre 50 Ohms com distorção por intermodulação e harmónica total inferior a 0,005% na banda áudio dos 20Hz-20kHz, e adapta-se a qualquer carga entre os 20 e os 600 Ohms. A resposta total em frequência vai dos 5Hz aos 100kHz, portanto até o seu animal de estimação (morcegos incluídos) foi tido em consideração…

É o sonho de qualquer ‘reviewer’, pois não conheço nenhum modelo de auscultadores que lhes bata o pé, ou os possa alguma vez colocar em dificuldades. Não que os 8 W façam realmente falta, mas é bom saber que estão lá, como os motores V8. Sobretudo com as baixas impedâncias dos planar magnéticos. Normalmente, entre 1 e 4 W é quanto basta para maior parte das aplicações, o que o torna no mais poderoso que já tive a oportunidade e o prazer de testar.

… o 430HA até seria capaz de pôr a tocar as duas caixas de graxa para sapatos ligadas com um cordel que eu utilizava para comunicar com as minhas ‘tropas’ quando era miúdo…

Mas a Moon não se limitou a criar um ‘brutamontes’, há aqui tecnologia de ponta e qualidade de construção suficiente para justificar o preço de €3249 c/ IVA já incluído.

…a Moon tem tanta confiança no produto que a garantia é de 10 anos. Dez anos!...

Moon Neo 430HA

O amplificador de auscultadores Moon Neo 430HA não é uma versão miniatura, é um modelo full-size

O amplificador de auscultadores Moon Neo 430HA não é uma versão miniatura, é um modelo full-size

Ao contrário de modelos de outras marcas concorrentes, o 430HA não é uma versão miniatura, é um modelo full-size, com controlo remoto, que não se distingue de um prévio topo-de-gama da Moon, e a construção é sólida e cuidada. E compreende-se a opção, pois pode ser utilizado também como prévio de linha analógico, com entradas balanceadas (saídas RCA fixa/variável apenas) para atacar um amplificador externo ou colunas activas; e também digital, aceitando um módulo-DAC (PCM384/DSD256), que não vinha instalado no exemplar aqui testado, um upgrade pronto-a-servir, que se recomenda, e faz o preço subir de €3249 para €3799. Ou seja, a Moon oferece um DAC sofisticado por apenas €550.

Tudo o que o distingue como amplificador dedicado de auscultadores vê-se logo no rosto: num painel negro, ladeado por dois elementos decorativos em relevo de alumínio natural e um enorme botão de volume da mesma cor, que o identificam imediatamente como membro da família Moon, temos o mostrador que se ilumina em vermelho vivo e, por detrás de uma porta deslizante, surgem as saídas balanceadas (dupla XLR de 3-pinos e uma de 4-pinos) e jack de 6,3 mm.

O 430HA não tem saída mini-jack de 3,5mm, o que implica a utilização de um adaptador, pois foi aqui substituída por uma entrada de 3,5mm mas para iPhone e outras fontes portáteis. A função dos 4-botões de pressão de cada lado está identificada e é óbvia: Standby, Gain (prefiro o modo Low), Display (mostra a fonte seleccionada e o volume entre 0 e 80dB; e a fonte digital e respectiva frequência de amostragem quando o DAC está instalado), Xfeed; Input, Mute e MP (para comutar a entrada MP-in).

Por detrás de uma porta deslizante, surgem as saídas balanceadas (dupla XLR de 3-pinos e uma de 4-pinos) e jack de 6,3 mm.

Por detrás de uma porta deslizante, surgem as saídas balanceadas (dupla XLR de 3-pinos e uma de 4-pinos) e jack de 6,3 mm.

Acresce apenas dizer que a função Xfeed (leia-se crossfeed), que consiste em ‘misturar’ um pouco do sinal do canal esquerdo no direito e vice-versa para recriar um som mais natural (e semelhante ao que experimentamos com a audição com colunas de som) funciona em modo analógico. A intenção é boa, o resultado nem sempre. Eu acho que o som perde definição e não ganha ‘espacialidade’. Contudo, com remasterizações de discos mono clássicos de jazz, nos quais o engenheiro de som coloca o saxofone no canal esquerdo, o trompete no direito e o contrabaixo no meio, sem nada entre eles, o Xfeed torna a audição mais agradável.

…sendo um purista, prefiro o som ‘directo’ ao Xfeed, mas não me importava que a Moon tivesse incluído controlos de graves e agudos…

A Moon não poupou na qualidade dos componentes, nem na tecnologia, pois o circuito interno é ultra-sofisticado, funcionando por transcondutância em modo diferencial (fully balanced input to output). A transcondutância utiliza uma topologia com o sinal em modo corrente em vez de tensão para facilitar a propagação por componentes de estado sólido sem atraso e, como ambos os meio-ciclos positivo e negativo estão sempre activos, substitui com vantagem a Classe A, pois a corrente é proporcional ao sinal áudio e não dissipa tanta energia sob a forma de calor.

No painel posterior ao centro está o espaço destinado ao módulo DAC.

No painel posterior ao centro está o espaço destinado ao módulo DAC.

O controlo de volume M-eVol2 é uma obra-prima que funciona sem contactos eléctricos (óptico) e regula o volume de som digitalmente, mas mantendo o sinal sempre sob formato analógico, em 530 passos (!) de 1dB entre 0 e 30 e de 0,1dB entre 30 e 80, que podem passar a 1dB consoante se mova o botão mais lentamente ou rápido.

…o controlo de volume é um dos melhores e mais precisos que já experimentei. Um mimo…

Audição crítica

Carlos Moreira, da my HI-FI House, juntou um par dos excelentes auscultadores planar magnéticos Audeze LCD2 Classic

Carlos Moreira, da my HI-FI House, juntou um par dos excelentes auscultadores planar magnéticos Audeze LCD2 Classic

Na audição, utilizei como fontes um leitor-Universal Oppo 95EU, ligado por cabos balanceados Nordost Valhalla; e um DAC Chord Hugo 2 com cabos também Valhalla (RCA). Carlos Moreira, da my HI-FI House, juntou um par dos excelentes auscultadores planar magnéticos Audeze LCD2 Classic (uma versão mais barata -€899 – e leve dos LCD2 originais, sem o requinte da madeira mas com o mesmo som quente), que se revezaram com a minha referência Hifiman HE1000 (também planar magnéticos: €2900), um par de Sonus faber Pryma (dinâmicos) e ainda os Martin Logan mikkros 90 (intra-auriculares).

…o controlo sobre todos os auscultadores experimentados é total e absoluto, ditatorial até…

Apesar do design moderno e nada ‘militar’, é imediatamente óbvio que o 430HA não ‘faz prisioneiros’. Mesmo no modo Low Gain, que eu preferi por me soar mais requintado e com um pano de fundo ainda mais negro, a potência disponível parece inesgotável, ao ponto de a tentação da subida continuada do volume, ainda que suave e sempre sob controlo, poder roçar o suicídio auditivo. Felizmente, a precisão deste controlo de volume é tal que torna possível encontrar o volume de som exacto e mais confortável para cada faixa musical e para cada tipo de auscultador.

Por exemplo, os Hifiman HE1000 ganham corpo e presença com a subida do volume, gostam de gás mas não em excesso, por vezes +01,dB é quanto basta para soarem melhor; enquanto os Audeze LCD2 Classic, de carácter mais escuro, ganham definição até esta se tornar coloração, aí basta -0,1dB para tudo ficar perfeito; e os Pryma, sendo mais lentos por natureza, ganham vida. Mas cada um seu paladar, sendo os Hifiman os mais ‘famintos’ de potência, que nunca lhes foi negada pelo 430HA. Claro que os mikkros 90 só precisam de um ‘cheirinho’, e é bom saber que não vem acompanhado de ruído, quando se sobe o volume.

…o 430HA é um poço de força e…silêncio, capaz de matar a sede a todo o tipo de auscultadores, sem distinção de origem, raça ou credo, como manda a lei audiófila...
Audeze (lê-se odyssey) LCD2 Classic

Audeze (lê-se odyssey) LCD2 Classic

A Audeze lançou os modelos LCD3, LCD-X e LCD-4, porque havia quem achasse os LCD2 demasiado ‘escuros’, embora também haja quem não os dispense pela naturalidade e musicalidade intrínseca da sua gama média opulenta e agudos doces. Ora, o 430HA é a candeia que vai à frente e ilumina o caminho dos LCD2 para o altar do som, revelando finalmente a beleza feminina da sua pele acetinada, macia e morna, mas também toda a complexa estrutura harmónica que a suporta.

O Moon Neo 430HA é o melhor amplificador de auscultadores dentro da sua categoria de preço e o mais poderoso a qualquer preço. Com o módulo DAC incluído (não testado) torna-se num Best Buy. Com uma garantia de 10 anos, que outra garantia mais posso eu dar, além da minha modesta opinião?...

Leve os seus auscultadores e vá ouvi-lo à my HI-FI House, e descubra por si que afinal talvez nunca os tenha ouvido antes…

DSCF0487

O amplificador de auscultadores Moon Neo 430HA não é uma versão miniatura, é um modelo full-size

Por detrás de uma porta deslizante, surgem as saídas balanceadas (dupla XLR de 3-pinos e uma de 4-pinos) e jack de 6,3 mm.

No painel posterior ao centro está o espaço destinado ao módulo DAC.

Carlos Moreira, da my HI-FI House, juntou um par dos excelentes auscultadores planar magnéticos Audeze LCD2 Classic

Audeze (lê-se odyssey) LCD2 Classic