Notícias

My HiFi House, a boutique de som de Carlos Moreira

HiFiHouse_Sala de audição.jpg

Na My Hi-Fi House, Carlos Moreira serve-se da sua vasta experiência para demonstrar, sugerir e aconselhar tudo sobre equipamentos de som.

A minha carreira de crítico e a de Carlos Moreira, enquanto retalhista e importador, seguiram caminhos paralelos nos últimos trinta anos, embora olhando o áudio por prismas diferentes. Eu, mantendo teimosamente a ênfase no áudio highend, com uma ou outra concessão ao gosto do mercado; ele, com incursões na electrónica geral de consumo, desde os telemóveis, aos plasmas e ao som surround, mas sempre atento e com reconhecido bom gosto na apresentação, decoração e selecção de produtos de áudio, na busca de consensos e empatias acústicas e visuais, agora também patente na imaginação das soluções decorativas do espaço.

Carlos Moreira na My HiFi House, em Lisboa, 5 de Outubro, nº29

Carlos Moreira na My HiFi House, em Lisboa, 5 de Outubro, nº29

Já conheço o Carlos Moreira desde os tempos da pequena loja original, que ficava ali à Estefânia, e acompanhei os progressos, os sucessos e também as vicissitudes da sua longa carreira na Transom, até à loja das Amoreiras, que cresceu talvez para lá das necessidades de um mercado que não compreendeu totalmente o alcance da iniciativa.

Da sustentabilidade do mercado de áudio

‘Hoje tenho o espaço adequado ao mercado que temos, e tão pequeno quanto ele’, diz-me Carlos Moreira, no pequeno atelier do nr. 29 da Av. 5 de Outubro, em Lisboa, uma cave onde, curiosamente, já se venderam produtos dietéticos para emagrecimento.

É isso, o mercado engordou demasiado, tem excesso de oferta e sofre agora os efeitos da abundância: de produtos e de crédito’, continuou Carlos Moreira.

‘Mas a atenção às reais necessidades do cliente dispersou-se e não acompanhou a evolução da oferta. Aqui trabalho com base em orçamentos pequenos para iniciados e entusiastas, mas também projectos de evolução sustentada de audiófilos com sistemas de qualidade, mas que precisam de ajuda profissional para tirar deles tudo o que podem dar. Sem pressão, sem pressas, espontaneamente ou com consulta marcada.

É incrível o que se pode fazer hoje com apenas mil euros com marcas como a Emotiva ou a qualidade de som que é possível obter com electrónica Moon by Simaudio ou Gold Note. Mas se o cliente prefere marcas mais ‘mediáticas’, como a Nad ou a Cambridge, também tenho essa oferta disponível, pois trabalho com alguns importadores nacionais. Assim como a Exposure e os gira-discos da Pro-Ject, ou a Lehmann e os valvulados da Unison Research.

Das clássicas Tannoy, aos auscultadores e ao artesanato do Vietname

Tannoy Prestige Kensington SE com amplificação Moon by Simaudio

Tannoy Prestige Kensington SE com amplificação Moon by Simaudio

No pequeno auditório, actuava um par de Tannoy Prestige Kensington SE, amplificadas por electrónica Moon. As Tannoy são o exemplo acabado de ‘mobiliário funcional’. É ao mesmo tempo uma coluna de som e uma peça de mobília clássica. O altifalante dual-concêntrico é ideal para ouvir a qualquer distância, porque não precisa de espaço para ‘integrar’ as diferentes unidades activas, como acontece nos modelos multi-vias, o que as torna muito ‘domésticas’.

Auscultadores planarmagnéticos Audeze com amplificação dedicada Emotiva

Auscultadores planarmagnéticos Audeze com amplificação dedicada Emotiva

Para quem, como eu, gosta de ouvir música com auscultadores highend, sobretudo os planarmagnéticos, Carlos Moreira sugere a excelência dos Audeze, já várias vezes testados no Hificlube. A única coisa que mudou foi o distribuidor.

Carlos Moreira está particularmente atento às novas tendências do mercado, ou seja à ‘portabilidade’.

Connect&Play

 ‘Os jovens só muito raramente vão pelo caminho tradicional da fonte-amplificador-colunas. Fonte já têm, o telemóvel, e não querem outra. Basta juntar uma coluna portátil, activa, com bluetooth e conversão integrada. Os jovens estudantes aparecem aqui com o smartphone cheio de músicas e só querem poder ouvi-las logo, sem ligações, sem cabos, sem necessidade de espaço que não abunda, assim como o dinheiro que é pouco…

Hazang Bluetooth loudspeaker

Hazang Bluetooth loudspeaker

A colecção de colunas portáteis é substancial: Musaic, Soundcraft, audio pro e Riva. Mas houve uma que me chamou a atenção, pois é para mim uma novidade e que, por si só, justifica uma visita à loja: Hazang, uma coluna vietnamita, de construção artesanal em bambu, que apetece ouvir tocar tanto como ‘tocar-lhe’, pois as suas formas arredondadas são macias como cetim.

Vale a pena ver o vídeo para saber de onde vêm e como são construídas. Até o tecido da grelha é natural e biodegradável.

O Hificlube deseja a Carlos Moreira felicidades no seu novo projecto.

Para mais informações:

My HiFi House



x
HiFiHouse_Sala interior.jpg
HiFiHouse_Sala multicanal.jpg
HiFiHouse_Showroom.jpg
HiFiHouse_Tannoy Prestige Kensington SE.jpg
HiFiHouse_happiness is a way of life.jpg

HiFiHouse_Sala interior.jpg

HiFiHouse Sala interior

HiFiHouse_Sala multicanal.jpg

HiFiHouse Sala multicanal

HiFiHouse_Showroom.jpg

HiFiHouse Showroom

HiFiHouse_Tannoy Prestige Kensington SE.jpg

HiFiHouse Tannoy Prestige Kensington SE

HiFiHouse_happiness is a way of life.jpg

HiFiHouse happiness is a way of life

HiFiHouse Sala de audição

Carlos Moreira na My HiFi House, em Lisboa, 5 de Outubro, nº29

Tannoy Prestige Kensington SE com amplificação Moon by Simaudio

Auscultadores planarmagnéticos Audeze com amplificação dedicada Emotiva

Hazang Bluetooth loudspeaker

HiFiHouse Sala interior

HiFiHouse Sala multicanal

HiFiHouse Showroom

HiFiHouse Tannoy Prestige Kensington SE

HiFiHouse happiness is a way of life