Imacustica - Lisboa - A Kind of Magic(o)

Episodio 3 Q7

As Magico Q7 no Auditório principal da Imacustica - Lisboa

As Q7 esperavam por mim no Auditório principal. O Luís tinha-as deixado para o fim propositadamente. Seriam a apoteose da minha visita, como apoteótico é o final da 9ª Sinfonia de Beethoven, numa interpretação magistral e irrepetível de Otto Klemperer.

As Q7 usavam touca de plástico: todo o cuidado é pouco para proteger esta obra de arte audiófilo de +200 mil euros de dedos suados pela emoção de lhes tocar - e de as ouvir tocar...

As Q7 usavam touca de plástico: todo o cuidado é pouco para proteger esta obra de arte audiófilo de +200 mil euros de dedos suados pela emoção de lhes tocar - e de as ouvir tocar...

As Q7 são consideradas, sobretudo pela crítica anglosaxónica, que, por sua vez influencia os opinion makers audiófilos, como as melhores colunas de som do mundo. As Wilson Audio XLF, que estavam em exibição estática na mesma sala, terão, por certo, uma opinião diferente e condizente com o preço.


Isto para não falar das Rockport Arrakis, as Gryphon Poseidon, as Avalon Sentinel, as Focal Grand Utopia, as Avantgarde Trio+Basshorn. Enfim, há no mercado de highend colunas de som em número suficiente para formar uma selecção mundial do áudio, todas elas com preço muito elevado e características únicas, que poderão agradar mais à sensibilidade de uns que de outros, do mesmo modo que não é fácil afirmar que Ronaldo é melhor que Messi; Xavi que Iniesta; Bale que Ribéry. Depende muito da equipa que os apoia; e do relvado, de que todos se queixam quando as coisas não correm bem...

As Q7 vistas do ponto de escuta, no vasto auditório da Imacustica - Lisboa

As Q7 vistas do ponto de escuta, no vasto auditório da Imacustica - Lisboa

Pois eu assisti, no excelente estádio da Imacustica, a uma grande exibição, não do CR7, mas das Q7, com o apoio de dois “centrais” suiços matulões, os monoblocos DarTZeel NHB458, que tratam a música como só os grandes jogadores sabem tratar a bola: com força, velocidade e elegância.


E não fora o facto de eu e o Luís sermos os únicos espectadores presentes, o Coral da Nona dirigido por Klemperer merecia uma “Hola” mexicana no final, porque, enquanto tocou, não fomos capazes de mexer um músculo sequer, à excepção de uma lágrima furtiva que teimou em (es)correr bancada abaixo.


Otto Klemperer e a sua London Philarmonia Orchestra mereciam uma audição integral. Do Adagio, disse Klemperer que discuti-lo seria uma blasfémia. O Luís diz o mesmo desta “Nona”. Por razões editoriais, optámos apenas pelo crescendo polifónico, o Prestissimo e Maestoso, com o instrumental final fortíssimo sobre o motivo da coda e a emocionante repetição do arrasador acorde conclusivo em. Um minuto e quarenta segundos de pura arte.


Fica aqui, portanto, o excerto referido, que agora partilho convosco com prazer, do registo digital de todo o andamento que gravei para a posteridade. O que se ouve no video é apenas um fac simile do que se ouviu na sala. Mas tem o selo de garantia do Hificlube de que (ao contrário de algum azeite que se vende por aí) não tem aditivos nem misturas. É extra virgem:


  1. Magico Q 7

  2. Dartzeel NHB-458

  3. Dartzeel NHB-18NS

  4. Zeel mode interconnect cable

  5. Metronome Kalipso transport

  6. Metronome C2A signature dac

  7. Transparente cable Opus MM2 de colunas

Otto Klemperer, London Philarmonia Orchestra, Aase Nordmo Lovberg;Hans Hotter;Waldemar Kmentt;Christa Ludwig-Symphony No.9 in D Minor, 'Choral' Op.125: IV. Presto. Allegro Assai', sound recording administered by:EMI

Video HD


Apresentamos aos leitores as versões do Video HD, primeiro da You Tube, depois da Vimeo. Queremos saber qual a versão que preferem:



  • qualidade de imagem

  • qualidade de som

  • facilidade de visionamento

As Magico Q7 no Auditório principal da Imacustica Lisboa

As Q7 usavam touca de plástico: todo o cuidado é pouco para proteger esta obra de arte audiófilo de +200 mil euros de dedos suados pela emoção de lhes tocar - e de as ouvir tocar...

As Q7 vistas do ponto de escuta, no vasto auditório da Imacustica - Lisboa