2005

Imacústica Divulga Novos Modelos A Válvulas Da Audio Research



AUDIO RESEARCH REFERENCE 210

O inovador substituto dos amplificadores VTM200 e REF300MKII conjuga as características exteriores do primeiro, enriquecido com o familiar grande display fluorescente, com as performances musicais do segundo (o impacto a fluidez, o corpo e a transparência) ainda melhores. O Reference 210 torna a maravilhas das válvulas Audio Research acessível a um público mais vasto.



DESCRIÇÃO


Na sequência do sucesso do lançamento dos amplificadores de referência 610T na Primavera passada, chegou a altura de uma amplificador mais acessível e compacto para preencher a lacuna deixada pela descontinuidade dos amplificadores VTM200 e REF300MKII. É com satisfação que apresentamos o novo amplificador monobloco Reference 210, um produto que permitirá a um número maior de amantes da música o acesso aos amplificadores da série Reference. O Reference 210 apresenta ao mesmo tempo um aspecto familiar e distinto. O chassis é fechado, com um painel frontal de grande espessura com a mesma altura e largura do chassis do VT100/VTM200, mas com um display fluorescente similar ao que surge nos novos REF 3 e REF 610T. O chassis tem cerca de 50 cm de profundidade (mais as pegas) e tem uma estrutura interna idêntica à do 150M, com uma tampa única e ventilada sobre o topo e os lados. O display fluorescente mostra as mesmas funções do display do REF610T mas apenas se pode aceder a elas através do controlo remoto. As funções incluem a escolha de seis níveis de iluminação e o off.; a medição do bias para cada válvula de saída; a voltagem da linha AC; a indicação logarítmica da potência de saída a quatro escalas (0-10, 0-50, 0-100, 0-200 watts); e o total de horas de uso de casa válvula. A disposição interior é totalmente nova, com as placas do circuito principal montadas horizontalmente em lugar de verticalmente. Os transformadores são montados numa estrutura central elevada da frente para trás; num dos lados do canal está uma grande placa de circuito contendo todos os andares de áudio e no outro lado situa-se outra grande placa de circuito com a fonte de alimentação, contribuindo para um aspecto muito organizado e atraente. Existe uma pequena ventoinha Papst montada no painel traseiro para aumentar a circulação de ar nos andares de áudio. A ventoinha é alimentada a 12C DC, funciona continuamente a uma baixa velocidade e é extremamente silenciosa. A potência de saída é de 210 watts contínuos. Tal como o REF610T, o Ref210 é baseado num circuito push-pull, um circuito a válvulas completamente balanceado que funciona em ligação catódica parcial através de três pares de válvulas de saída seleccionadas 6550c. Outras duas válvulas 6550c são utilizadas como drivers, cada uma controlando três válvulas de saída que funcionam em conjunto. O andar de entrada utiliza JFETs de acoplamento directo, seguidos de um andar de amplificação constituído em função de uma 6N1P. Tal como no REF610T, o circuito de bias é muito simples, com apenas dois ajustamentos de bias. A energia armazenada nos condensadores de alimentação é de uns monstruosos 787 joules, três quartos do tamanho do REF610T (comparar com os 448 joules do REF300MKII). O Ref210 partilha com o REF610T dois aspectos importantes: os novos condensadores de acoplamento exclusivos e a extensa utilização de condensadores de película que fazem o bypass de todos os electrolíticos no circuito da alimentação. Existe regulação a válvulas na secção de entrada, com seis reguladores adicionais a transístores. A rectificação da fonte de alimentação é também a transístores com um total de sete reguladores. O pesado transformador de saída, de fabrico exclusivo para o efeito, apresenta uma design de amplitude de banda extremamente elevada: a resposta em frequência do Ref210 chega aos incríveis valores de 0,5 Hz a 240 kHz (-3 dB). Também, tal como no REf610T, 5O% do acoplamento dos cátodos do andar de saída ao transformador permite obter tanto uma eficiência mais elevada como uma melhor qualidade de som quando comparado com o funcionamento convencional a pentodo ou a tríodo. As entradas são apenas balanceadas, enquanto as saídas apresentam três ligações para colunas com impedância de 4, 8 e 16 ohm. Como seria de esperar, a ligação IEC para o cabo de alimentação é de 20A e, ao contrário do REF610T, o Ref210 tem um trigger de 12 V para ligação remota. O som do Ref210 é simplesmente espectacular em todos os aspectos. A resolução do detalhe é extraordinária, com sentido de realidade fascinante, vivido e transparente. Os músicos não são apenas simples imagens, mas têm uma presença, um corpo, um peso reais. O palco sonoro é ilimitado, com uma sensação palpável de ar e espaço. As pequenas nuances dinâmicas e os crescendos exprimem-se livremente, enquanto que a articulação, velocidade e impacto dos graves são uma revelação. Uma vez ouvidos, não esquecerá facilmente a magia destes amplificadores.



LEITOR CD AUDIO RESEARCH REFERENCE CD7

Leitor de CD de Referência a Válvulas Dada a reputação do CD3 MKII em performance musical excepcional, a questão lógica será: “ O CD7 é realmente superior?”. Sim, é, em todos os aspectos. A dinâmica musical e a pureza da abertura do palco sonoro são muito superiores. O palco sonoro expande-se e respira de acordo com as exigências do material reproduzido. A resposta dos graves é sólida e coerente. Simplesmente, o CD7 tem uma velocidade de reprodução natural e fácil, sem coloração- idêntico ao REF3 neste aspecto. Existe uma autoridade e um carácter totalmente harmónico que seriam de esperar de um produto a válvulas deste nível de referência.



DESCRIÇÃO


Nos últimos quatro anos, o CD-3 provou ser um dos mais respeitados e aclamados leitores de CD disponíveis, tendo sido as suas óptimas vendas a evidência deste facto. Todavia, muitos dos nossos clientes perguntavam quando apresentaríamos um modelo ainda melhor, com performance superior, ao nível da Referência, para complementar o CD3MKII. Durante os nossos testes, após a concretização do extraordinário circuito do pré-amplificador REF3, tomámos consciência do elo em falta: um andar de ganho tão puro e revelador capaz de finalmente levar a performance dos leitores de CD muito para além dos limites do CD3 MKII. É com satisfação que anunciamos o novo leitor/transporte de CD a válvulas Reference CD7, o primeiro produto digital da Audio Research a merecer o título “Reference”. Incorporando as melhores características do CD3MKII-construção robusta, o mecanismo lase Philips Pró 2, o DAC Crystal 24-bit e o prático menu pleno de funções úteis-o Referenct CD7 apresenta-se com um novo andar de ganho retirado directamente do REF3, incorporando a tecnologia mais recente relativa a condensadores exclusiva da Audio Research e utilizada apenas nos produtos Reference. Utilizando quatro tríodos 6H30, o andar de áudio possui regulação de alta tensão que utiliza três 6H30 adicionais, por sua vez acopladas a uma robusta fonte de alimentação. O chassis de carregamento superior extensivamente ventilado é ligeiramente mais profundo que o do CD3 MKII. A altura é a mesma para permitir uma ampla variedade de instalações opcionais, enquanto que o painel frontal de maior espessura identifica o CD7 como produto Reference. As entradas, as saídas e o telecomando fornecido são idênticos ao do CD3MKII e a função “standby” deste último é agora a função On/Off do CD7, com o respectivo led indicador no painel frontal. Dada a reputação do CD3 MKII em performance musical excepcional, a questão lógica será: “ O CD7 é realmente superior?” Sim, é, em todos os aspectos. Descobrirá rapidamente que o CD7 proporciona um ruído de fundo menos presente e mais silenciosos, graças aos valores para o ruído e distorção que são significativamente inferiores aos do CD3 MKII. A dinâmica musical e a pureza da abertura do palco sonoro são muito superiores, em parte graças à robusta fonte de alimentação e à cuidada selecção dos componentes. Mas ouvirá também as nuances dinâmicas que tornam os registos dos pequenos grupos muito mais vívidos e credíveis. Os sons e as notas têm maior forma individual, maior corpo e uma colocação mais precisa à medida que aparecem e desaparecem. O palco sonoro expande-se e respira de acordo com as exigências do material reproduzido. A resposta dos graves é sólida e coerente. Simplesmente, o CD7 tem uma velocidade de reprodução natural e fácil, sem coloração- idêntico ao REF3 neste aspecto. Existe uma autoridade e um carácter totalmente harmónico que seriam de esperar de um produto a válvulas deste nível de referência. Com outros formatos digitais musicais a perder apoio no mercado actual, os amantes da música continuam a acrescentar CD's à sua colecção de relíquias. E que melhor modo de dar vida a esses CD's do que obter o seu potencial musical total e prazer através da reprodução pelo Reference CD7? Com tanto dinheiro já investido em CD's, e com muitos ainda para comprar, faz mais sentido do que nunca mostrar como obter o máximo de uma colecção estimada investindo num leitor de Cd's com uma performance que ultrapassa tudo o que já se ouviu. Esta é a essência do CD7.



Nota: Textos da responsabilidade do Departamento de Marketing da Imacústica. O Hificlube reserva-se o direito de só emitir opinião após audição dos modelos aqui referidos.