Delaudio950x225
UltimateAudioElite_950x225
Publicidade


Reviews Testes

Mola Mola na Ajasom – audição crítica

Ajasom-Mola Mola-Vivid Kaya90- full front.jpg

Read full review in English here

 

JVH visitou a Ajasom para uma audição crítica do duo de Classe D Mola Mola Makua/Kaluga a alimentar um par de colunas Vivid Audio Kaya K90. 

Devo ter sido dos primeiros jornalistas a quem os Mola Mola Makua/Kaluga foram apresentados, ainda na forma de protótipo, no decorrer do HighEnd Show de 2012.

Registei o acontecimento para a posteridade num vídeo (ver em baixo) no qual Bruno Putzeys descreve brevemente os módulos NCore, e revela que já havia marcas interessadas em utilizá-los nos seus amplificadores.

Mal sabia eu que a Marantz era uma delas, pois utilizou os NCore, mais de cinco anos depois, no topo de gama PM-10 e nos excelentes ‘Ruby’, do saudoso Ken Ishiwata, que os apresentou pessoalmente no Audioshow 2019, e que eu testei também para o Hificlube.net (ver em Artigos Relacionados em baixo)

Na altura escrevi na reportagem em inglês:

Bruno Putzeys explains all about the new Mola Mola series of electronics (the name and logo were inspired by the Moon Fish that you can watch swimming at Lisbon's Oceanarium halfway into the video). The amplifiers use the excellent NCore 1200 modules. This is probably the best pure Class D amplifier I have ever heard.

A preamplifier with an integrated DAC is also in the making. Prices will be a little steep, but they do sound very promising.

Mas oiçamos (na medida do possível no meio da algazarra da feira) o próprio Bruno Putzeys:

Nota: A meio do vídeo fiquei sem bateria na câmara e tive de usar a máquina fotográfica para poder terminar a entrevista. Vão notar que o som piora, mas é ainda assim audível.

O homem muda, a obra é eterna

O mundo audiófilo já não é tão conservador como antigamente e, entretanto, a Mola Mola mudou de mãos e de distribuidor em Portugal – é agora representada pela Ajasom.

Bruno saiu da Mola Mola para fundar a Kii Audio e está agora na Purifi (o homem não para), que produz altifalantes e módulos para amplificadores de Classe D, what else?, igualmente muito bem cotados mesmo nos círculos ‘objetivistas’, que só ouvem o que medem e mandam sempre analisar o tinto antes de o beberem.

Mola Mola Kaluga - amplificador monofónico de Classe D

Mola Mola Kaluga - amplificador monofónico de Classe D

Makua&Kaluga

Hello, Makua and Kaluga; how nice to see you again.

Desde que me foram apresentadas, em Munique, há 10 anos, continuam frescas e bonitas, no seu design simples, de linhas curvas, como as ondas do mar, onde nadam os Mola Mola; ou como uma pista de skate, se o leitor acha que a poesia não tem lugar na ‘escrítica’ áudio.

Desta feita, o encontro foi no auditório da Ajasom, onde alimentavam um par de Vivid Audio Kaya K90, tendo na linha da frente um gira-discos Bergmann Galder + braço Odin e célula Lyra Delos. A cablagem era integralmente Shunyata.

...um dia a EU ainda vai impor a Classe D como obrigatória para cumprir as metas da descarbonização....
O sistema em close-up: giradiscos Bergmann Galder, Prévio Makua, amp Kaluga e (em baixo à direita) o DAC Tambaqui.

O sistema em close-up: giradiscos Bergmann Galder, Prévio Makua, amp Kaluga e (em baixo à direita) o DAC Tambaqui.

Combater o aquecimento global

Os módulos NCore, montados de origem nos Mola Mola, são a solução para muitos dos atuais problemas do áudio e do mundo, pois são 90% eficientes e poupam energia.

De tal modo, que um dia a EU ainda vai impor a Classe D como obrigatória para cumprir as metas da descarbonização. As válvulas, que vêm quase todas da Rússia, serão banidas e os fiéis vão ter de as ouvir escondidos em catacumbas.

Injetam facilmente 400W ou mais num par de colunas, seja qual for a impedância, e mantêm-se frios – na temperatura, porque o agudo é doce, ao contrário do que sucede com a concorrência de Classe D.

Quanto ao grave tenso e intenso, já se sabe que é uma das virtudes da Classe D e continua coeso, definido e com excelente ritmo, mesmo a níveis de pressão sonora elevados, aqui coadjuvados pelas notáveis Vivid Audio Kaya K90.

Vivid Audio Kaya K90 - o som do metal não tem de ser frio...

Vivid Audio Kaya K90 - o som do metal não tem de ser frio...

E depois é ‘musical’, algo que eu nunca pensei dizer de um amplificador digital, talvez com exceção do TACT original, que tinha potência muito limitada, e tendo em conta que os Devialet são híbridos de Classe A/D.

Não têm o requinte de um amplificador de Classe A, que mesmo assim teria de ser muito mais caro para lhes fazer frente na qualidade do som – e nunca teria esta potência disponível mesmo ao dobro do preço.

Talvez percam apenas na profundidade e tridimensionalidade da imagem estéreo para um amplificador de Classe A de 30.000 euros. Talvez. Porque não senti falta de nada importante em todas as faixas conhecidas que ouvi na Ajasom: era mesmo possível ouvir as ‘paredes’ das salas de concerto.

Nota: leia em baixo o pdf do NCore white paper.

Mola Mola Makua - prévio c/ andar de phono e DAC integrado.

Mola Mola Makua - prévio c/ andar de phono e DAC integrado.

O prévio Makua é outra obra de arte funcional. Esta era a versão completamente artilhada, que inclui andar Phono, DAC e App de controlo. Mesmo que não opte pelos Monos Kaluga (€11.980/par), o prévio Makua (a partir de €8.490) é uma excelente solução para um sistema high-end.

E, sendo o DAC uma criação de Bruno Putzeys, pode contar com jitter zero, ou anda lá muito perto. O DAC Tambaqui (€9.990) pode ser comprado em separado.

Gira-dsicos Bergmann c/ braço tangencial Odin e célula Lyra Delos

Gira-dsicos Bergmann c/ braço tangencial Odin e célula Lyra Delos

Que comece a música

Abrimos com o LP de Cotton Club, e os Mola Mola permitiram-me apreciar a técnica da surdina no trompete e a notável intervenção do trombone de vara e o tempo perfeito da tuba e da bateria.

Seguiu-se Scorrendo unite do Rigolleto, de Verdi, com Solti aos comandos. Uau! Os Mola Mola conseguiram separar todas as vozes do coro sem perder a ‘visão’ do conjunto (o termo correto, porque era quase possível vê-los).

Passámos para o streaming, com várias faixas exclusivas da Nagra. registadas ao vivo no Festival de Montreux. É como se estivéssemos ali com Nina Simone, no meio do público, e também com Suzanne Vega.

Para o registo da praxe que podem ouvir no vídeo, optei por um grupo de jazz, que não consegui identificar – nem eu no YouTube, felizmente porque assim não o bloqueou.

Este sistema vai continuar em exibição no auditório da Ajasom e merece uma visita. Pode até levar os seus LP preferidos, ou comprar as edições exclusivas da Mobile Fidelity.

Mobile Fidelity Original Master Recordings novos à venda na Ajasom.

Mobile Fidelity Original Master Recordings novos à venda na Ajasom.

Sistema completo:

  • Bergmann Galder + Odin com Lyra Delos
  • Mola-Mola Makua com os módulos Phono e Dac
  • Mola- Mola Kaluga
  • Vivid Audio Kaya K90
  • Cabos de Corrente
  • Shunyata Alpha NR e XC
  • Cabos de Sinal
  • Shunyata Alpha RCA e XLR
  • Cabos de Coluna
  • Shunyata Alpha
  • Filtro de Corrente
  • Shunyata Hydra Delta D6
  • Mesas
  • Finite Elemente Pagode Edition MKII

Contacte a AJASOM  

  • TLM 963 480 041 | TLF 210 541 838

Ajasom Mola Mola Vivid Kaya90 full front

Mola Mola Kaluga - amplificador monofónico de Classe D

O sistema em close-up: giradiscos Bergmann Galder, Prévio Makua, amp Kaluga e (em baixo à direita) o DAC Tambaqui.

Vivid Audio Kaya K90 - o som do metal não tem de ser frio...

Mola Mola Makua - prévio c/ andar de phono e DAC integrado.

Gira-dsicos Bergmann c/ braço tangencial Odin e célula Lyra Delos

Mobile Fidelity Original Master Recordings novos à venda na Ajasom.

NCore White Paper

Descrição da tecnologia de amplificação NCore


UltimateAudioElite_950x225
Delaudio950x225
Publicidade