UltimateAudioElite_950x225
Delaudio950x225
Publicidade


Reviews Testes

Electrocompaniet ECI 80D: o som dos fiordes

Electrocompaniet copy2.jpg

Full review in English 

O ECI 80D é um amplificador integrado de €2.990, fabricado na Noruega, com 80W de potência, andar de phono (MM), DAC integrado e streaming Bluetooth. JVH deu uma volta com ele.

A Electrocompaniet é uma das mais antigas empresas norueguesas dedicadas à produção de equipamentos de áudio de qualidade.

Foi criada por Per Abrahamsen, que me foi apresentado pessoalmente por João Cancela há mais de 20 anos. Ainda me lembro do orgulho do João quando assinou o contrato de distribuição para Portugal, que se manteve até hoje na mesma esfera empresarial (agora na Smartaudio, desde 2017), num mercado onde as marcas mudam de distribuidor com mais facilidade que um jogador de futebol muda de camisola.

A Electrocompaniet passou por uma bancarrota, quando decidiu apostar nos modelos ‘lifestyle’, porque era então impossível vencer a concorrência ‘made in China’, mas voltou ao mercado de nicho com a linha Classic, designed and manufactured in Norway’, na pitoresca vila de Tau, um paraíso ecológico.

E há muito de ‘ecológico’ no som do ECI 80D, que é limpo, transparente, dinâmico, com aquele suave toque de calor meridional tão apreciado pelos povos nórdicos, mais habituados aos rigores dos invernos gelados.

A designação ECI 80D pode dar a impressão errada de que se trata de um amplificador integrado de Classe D,

De facto, trata-se de um amplificador de Classe A/B, desenhado de raiz na Electrocompaniet (embora tenha fonte de alimentação comutada, daí ser tão leve: apenas 8Kg), com uma potência de 2 x 80W, que dobra sobre 4 Ohm, e um fator de amortecimento (damping) de 300 (o controlo de grave é excelente).

Os amplificadores de potência baseiam-se em dois pares complementares de transístores bipolares MJW3281A/MJW1302A montados numa topologia diferencial. O andar de entrada é isento de realimentação negativa e funciona em Classe A pura. A caixa fabricada em aço galvanizado fica morna ao toque se puxar pelo ECI 80D.

Interior do Electrocompaniet ECI 80 D: à direita, a fonte de alimentação comutada (dispensa o transformador toroidal).. Os transístores de potência estão montados diretamente na cantoneira de dissipação. O volume é de controlo electrónico.

Interior do Electrocompaniet ECI 80 D: à direita, a fonte de alimentação comutada (dispensa o transformador toroidal).. Os transístores de potência estão montados diretamente na cantoneira de dissipação. O volume é de controlo electrónico.

O digital é um extra

O D designa apenas as funções digitais de conversor D/A e de servidor de rede (apenas via Bluetooth 5.0), compatível com os codecs aptX HD (Android) e AAC (iPhone) com resolução máxima de 48kH. O Chromecast não está incluído.

O ECI 80D oferece 3 entradas RCA (2 linhas + phono MM); 5 entradas digitais (3 óticas + 2 coaxial) 24 bit/192 kHz; saída de preamp variável e 2 saídas para auscultadores (3,5mm + 6,3 mm). Com mais ou menos palavras, isto é o que se pode ler em qualquer brochura promocional da Electrocompaniet. Vamos olhar agora para o ECI 80D com espírito crítico.

O advogado do diabo

O papel do crítico é também o de advogado do diabo. Ou seja: deve averiguar os argumentos apresentados pelo fabricante, pondo-os à prova, com base na sua apreciação pessoal, experiência e – porque não – gosto. Mas também o de chamar a atenção para as lacunas do produto – eu diria antes opções do fabricante, neste caso.

  • A whiter shade of pale

O modelo enviado para teste pela Smartaudio é de cor branca com botões prateados. Eu teria preferido a versão em preto com botões de latão dourados, que tem mais ‘classe’ e tira partido da transparência do painel em Perspex de 10mm, minimizando o choque cromático do fundo negro do mostrador onde se destacam a azul fluorescente os enormes dígitos, fáceis de ler à distância. Curiosamente, a versão branca é mais cara - e também pode optar por botões dourados.

O branco está na moda, em especial nos países nórdicos, de tal forma que eu já tinha publicado um artigo específico sobre este tema, na reportagem do High End 2012, sob o título ‘A Whiter Shade of Pale’, especulando, então, se a cor branca seria uma representação gráfica do significado de ‘pureza’ ou apenas uma moda.

  • Saídas para os auscultadores

Foram colocadas (ambas) no painel traseiro para não afetar a ‘limpeza’ do painel frontal. E não faltava espaço porque a caixa é mais larga (mas menos profunda) do que a norma: 470mm contra os habituais 440mm. Nota: atenção ao tamanho das prateleiras das mesas de suporte.

  • Controlo remoto

Além do mostrador, o painel vidrado tem apenas mais 5 botões: on/off, volume e seletor de fontes. Os botões são muito táteis e confortáveis de usar. Ao contrário, o controlo de volume é tão leve que parece uma folha seca de árvore. Mas cumpre as funções básicas. Como, por exemplo, comutar entre ‘colunas’ e ‘auscultadores’, o que lhe vai permitir deixá-los sempre ligados lá atrás.

Com um senão: sempre que comutar o volume passa para o default 10, que é inaudível (talvez para evitar destruir intra-auriculares de elevada sensibilidade).

E faz sentido, porque o amplificador tem tanta potência que, se você exagerar no pedal, entra em funcionamento um sistema de proteção: PROT. Este amplificador alimenta qualquer tipo de auscultadores com um abraço de som quente e poderoso.

O rosto branco sem maquilhagem do Electrocompaniet ECI 80 D. A informação do mostrador vê-se bem à distância.

O rosto branco sem maquilhagem do Electrocompaniet ECI 80 D. A informação do mostrador vê-se bem à distância.

  • Bluetooth

O ECI 80D tem funções de streaming mas apenas via Bluetooth, com as limitações da qualidade de som que estão associadas a este protocolo de transmissão.

Por outro lado, o ECI 80D recebe sinal áudio do seu smartphone mas também o envia para os auscultadores sem fios. É, portanto, um produto pensado para as pessoas comuns e não para os especialistas audiófilos.

É certo que uma entrada Ethernet dava muito jeito. Mas a Electrocompaniet quis criar um produto cuja simplicidade de design fosse extensiva à sua utilização.

Para ouvir música basta emparelhar o ECI 80D com o seu smartphone. Sem stress informático e sem cabos!...

Os mais exigentes têm a opção de comprar o ECI 6DX Streaming Integrated, que tem entrada Ethernet e suporta Tidal, Spotify e Qobuz, além de ligações USB, e ligações balanceadas, pelo dobro do preço.

  • USB-DAC

O ECI 80D tem um DAC interno de excelente qualidade (Asahi Kasei AK4118AEQ de baixo jitter: <100 ps). Mas como não tem entrada USB assíncrona não permite reproduzir ficheiros de alta resolução armazenados numa drive ou no seu computador.

Um amplificador simples para pessoas comuns

Se você é um ‘streaming addict’ e gosta de MQA ou de música em alta resolução da Amazon, ou tem muitos ficheiros DXD e DSD, o ECI 80D não é para si.

Se apenas pretende ter um bom amplificador integrado para servir de charneira entre o seu leitor-Cd (ou gira-discos) e as suas colunas, vai ficar encantado com a qualidade do som, que é ao mesmo tempo requintado e dinâmico, detalhado e doce, muito transparente e com um palco sonoro amplo cheio de ar fresco e limpo dos fiordes.

Para quem acha que isto não passa de lirismo, saiba que a distorção harmónica (sobretudo de 2ª harmónica) em toda a banda áudio é de 0,005%, subindo para 0,05% antes de entrar em corte.

A banda passante estende-se de 1Hz aos 225kHz, com resposta plana na banda áudio e limitação aos 80kHz. A relação sinal/ruído é de 93dB. Um resultado satisfatório ainda que não extraordinário em termos técnicos.

Painel traseiro do Electrocompaniet ECI 80 D: 5 x entradas digitais SPDIF. Mas falta a USB e LAN.

Painel traseiro do Electrocompaniet ECI 80 D: 5 x entradas digitais SPDIF. Mas falta a USB e LAN.

DAC Asahi Kasei

E quanto ao DAC, baseado num chip Asahi Kasei AK4118AEQ de baixo jitter (<100 ps), como já referi, eu preferi sempre a ligação do meu leitor-cd Oppo por cabo digital coaxial, em vez da ligação analógica. O DAC do ECI 80D não é só mais dinâmico, é também muito mais informativo.

A audição prolongada de CD da minha vasta coleção foi fundamental para eu perceber a razão do entusiasmo do Alberto sobre o som do ECI 80D: há uma musicalidade envolvente aliada ao recorte fino; uma transparência e claridade totalmente isenta de ‘algodão’ que é sintomática de baixa distorção harmónica; a macro microdinâmica são respetivamente fator de autoridade e de subtileza com todos os tipos de música: do pop ao jazz, do rock à clássica.

Conclusão

O ECI 80 D tem um design original e um bom amplificador analógico, com um DAC de qualidade surpreendente ainda que com limitações: 24/192 via SPDIF apenas. A função de streaming Bluetooth deve ser considerada como um extra e utilizada em situações de audição informal como música de fundo ambiente. Pelo seu mérito acústico, o ECI 80 D é recomendado pelo Hificlube.net e merece uma audição comparativa atenta antes da decisão de compra na sua gama de preço.

Produto: Amplificador integrado c/ DAC e Streamer Bluetooth

Preço: €2.990

Distribuidor: Smartaudio/Smartstores

Electrocompaniet copy2

Interior do Electrocompaniet ECI 80 D: à direita, a fonte de alimentação comutada (dispensa o transformador toroidal).. Os transístores de potência estão montados diretamente na cantoneira de dissipação. O volume é de controlo electrónico.

O rosto branco sem maquilhagem do Electrocompaniet ECI 80 D. A informação do mostrador vê-se bem à distância.

Painel traseiro do Electrocompaniet ECI 80 D: 5 x entradas digitais SPDIF. Mas falta a USB e LAN.


UltimateAudioElite_950x225
Delaudio950x225
Publicidade