Editorial

Wilson Audio Alexx V – a sinfonia do novo mundo

Allex V _sideways close Up.jpg

JVH foi ouvir as Alexx V, na Imacustica-Lisboa, sob a égide do saudoso Luís Campos, no cumprimento da promessa solene de as ouvir em seu nome. Promessa cumprida.

A minha audição das Alexx V, na Imacustica-Lisboa, alimentadas por monoblocos DarTZeel NHB-486, com cabos Transparent Audio Opus II G6 (únicos na Europa!), com fonte dCS Vivaldi One (Air Force III para o analógico) foi de natureza privada e solitária, embora o Pedro Duarte entrasse na sala, de vez em quando, a perguntar se era preciso alguma coisa…

As Wilson Audio Alexx V, no auditório principal da Imacustica - Lisboa. Em primeiro plano, o gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

As Wilson Audio Alexx V, no auditório principal da Imacustica - Lisboa. Em primeiro plano, o gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

Mas eu queria muito estar sozinho, em reflexão, para tentar ultrapassar o choque de nunca mais poder ter o Luís Campos ao meu lado, como quando testei as Alexx originais.

As Wilson Audio Alexx V, com o pórtico frontal fechado.

As Wilson Audio Alexx V, com o pórtico frontal fechado.

Eu sei que sou um crítico chato, que durante a audição está constantemente a pedir alterações de última hora: vamos experimentar mudar os cabos, colocar as colunas mais para trás ou para a frente, abri-las ou fechá-las, comparar o som do pórtico reflex frontal aberto com o traseiro (ver fotos).

As Wilson Audio Alexx V com o pórtico frontal aberto e mais afastadas da parede, no segundo dia de audições.

As Wilson Audio Alexx V com o pórtico frontal aberto e mais afastadas da parede, no segundo dia de audições.

E, no caso das Alexx V, que são netas das Wamm, apetecia-me meter as mãos nas réguas e elevadores dos três módulos articulados, cujas relações geométricas influenciam as relações de fase. Mas não me atrevi.

Wilson Audio Alexx V e DarTZeell monobloco NHB 486, ligadas por Transparent Audio Opus II G6

Wilson Audio Alexx V e DarTZeell monobloco NHB 486, ligadas por Transparent Audio Opus II G6

As Alexx V são como as Divas da ópera - e igualmente caprichosas. Já as originais eram assim. E quando elas se recusavam a fazer o que nós queríamos: ou porque o agudo não estava a integrar bem, ou o grave a ‘descer’ o suficiente, o Luís contava sempre as histórias de Divas que se recusavam a cantar apenas porque a água no camarim não era a da sua predileção.

Perspectiva próxima do DarTZeel NHB-486 e o TA Opus II G6

Perspectiva próxima do DarTZeel NHB-486 e o TA Opus II G6

E o Luís lá voltava pacientemente a ajustar os ‘degraus’ das Alexx, sussurrando-lhes ao ouvido, como um ‘encantador de cavalos’, que os acalma e consegue convencê-los a saltar mais alto ou a correr mais rápido, apelando à energia latente, e incutindo-lhes confiança e vontade de vencer.

 ‘Vamos agora ouvir música de cinema’, dizia ufano. John Williams e Hans Zimmer, não há nada melhor para elas mostrarem o que valem, garantia. - Vamos nisso… anuía eu.

Leitor CD/Streamer dCS Vivaldi One

Leitor CD/Streamer dCS Vivaldi One

E logo se ouvia a banda sonora de ‘O Gladiador’ ou ‘Batman’ e de tantos outros blockbusters, com graves telúricos e uma reprodução de espaço e ambiência que fazia desaparecer as paredes do auditório.

Mas o Luís não estava lá. Ou talvez estivesse.

A enorme sala vazia bateu-me forte e fundo, quando entrei. Faltava lá o Luís, ou talvez não...

A enorme sala vazia bateu-me forte e fundo, quando entrei. Faltava lá o Luís, ou talvez não...

Pelo que, em sua memória, toquei antes alguns dos discos que tinha utilizado no teste das Alexx originais.

Sempre que eu ‘calçava os sapatos de crítico’, o Luís abstinha-se de fazer comentários, apenas meneava a cabeça em aprovação com a minha escolha de música; ou mostrava desacordo, com gestos subtis, respirando mais fundo, e mexendo-se na cadeira incomodado, desejando intimamente sacar das suas referências discográficas: gravações mono da Callas, por exemplo.

'Aqui, estava no auge, amigo Zé Victor… que Voz, que capacidade dramática!...A Callas tinha tanto de divino como de diabólico…'.

Wilson Audio Alexx V, pormenor da cablagem. Em baixo as resistência que permitem 'afinar': graves, médios e agudos.

Wilson Audio Alexx V, pormenor da cablagem. Em baixo as resistência que permitem 'afinar': graves, médios e agudos.

Um dia levei-lhe um comparativo de ‘Casta Diva’, cantada pela Callas, a Bartoli e a Angela Gheorghiu. Passámos a tarde a ‘tirar-teimas’. No fim, ganhava sempre a Callas em mono, porque provocava mais… arrepios!

Em primeiro plano, os Transparent Audio Opus II G6, únicos na Europa, pois nem sequer estão ainda comercializados.

Em primeiro plano, os Transparent Audio Opus II G6, únicos na Europa, pois nem sequer estão ainda comercializados.

Em muitas das minhas gravações, registadas no Auditório da Imacustica, ouve-se o Luís a murmurar ou a escolher os discos, fazendo clic-clac com as caixas de plástico.

Mas o Luís não estava lá. Ou talvez estivesse.

Prévio de Phono HSE Masterline 7

Prévio de Phono HSE Masterline 7

Quando toquei ‘Le temps passé’, de Michel Jonasz, que tem uma grave telúrico e trepidante. Ou quando enchi o auditório com o Bosendörfer, de Valentina Lisitsja, tocando Liszt, num registo de Peter McGrath, esse mesmo, o embaixador da Wilson Audio, que já nos visitou várias vezes.

Ou a Sinfonia do Novo Mundo, o mundo onde afinal nasceram as Alexx V, e que tão bem as retrata: dos pianissimi, aos crescendos e aos tutti  orquestrais.

Eu já escrevi tudo o que tinha a escrever sobre as Alexx V aqui.

Gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

Gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

Agora vim ouvi-las pela primeira vez, com expectativa e sem preconceitos, e o resultado final ficou registado em vídeo para a posteridade.

Só que já não é possível ouvir, nas minhas gravações, a presença discreta do Luís. Mas sente-se. De tal modo, que dei comigo a falar sozinho, como se estivesse acompanhado.

Mas o Luís não estava lá. Ou talvez estivesse.

Porque o Luís ficou gravado na minha memória, e o som das Alexx está indelevelmente associado à ‘Arte de montar colunas em toda a sala’ deste inesquecível ‘encantador de colunas’.

Deus permitiu-te, amigo Luís, que ainda tivesses tido o prazer de ouvir (e ‘encantar, com a tua arte e sabedoria) as Wilson Audio Alexx V, no Porto.

Wilson Audio Alexx V: a sentinela do reino da música.

Wilson Audio Alexx V: a sentinela do reino da música.

A estreia europeia das Alexx V no Porto foi assim premonitória. Hélas, foi também a tua última. E se havia alguém que a merecia eras tu. A minha promessa de as ouvir, por ti, em Lisboa, está cumprida. Agora vou deixar-te descansar em paz. Para sempre. 

Requiescat in Pace, amigo Luís Campos.

Para mais informações e marcações: IMACUSTICA



x
Alexx V with Air Force III - primeiro plano.jpg
Allex V _ com DarTZeel NHB486 mono.jpg
Allex V _Air Force III-SAT-Koetsu Black.jpg
Allex V _cabling.jpg
Allex V _DarTZeel NHB 486 e Transparent Audio Opus II G6.jpg
Allex V _DarTZeel NHB18NS.jpg
Allex V _dCS Vivaldi One.jpg
Allex V _full front.jpg
Allex V _HSE Masterline 7 (phono).jpg
Allex V _Microphone position.jpg
Allex V _pórtico reflex frontal.jpg
Allex V _sideways close Up.jpg
Allex V _sun rays.jpg

Alexx V with Air Force III - primeiro plano.jpg

Alexx V with Air Force III primeiro plano

Allex V _ com DarTZeel NHB486 mono.jpg

Allex V com DarTZeel NHB486 mono

Allex V _Air Force III-SAT-Koetsu Black.jpg

Allex V Air Force III SAT Koetsu Black

Allex V _cabling.jpg

Allex V cabling

Allex V _DarTZeel NHB 486 e Transparent Audio Opus II G6.jpg

Allex V DarTZeel NHB 486 e Transparent Audio Opus II G6

Allex V _DarTZeel NHB18NS.jpg

Allex V DarTZeel NHB18NS

Allex V _dCS Vivaldi One.jpg

Allex V dCS Vivaldi One

Allex V _full front.jpg

Allex V full front

Allex V _HSE Masterline 7 (phono).jpg

Allex V HSE Masterline 7 (phono)

Allex V _Microphone position.jpg

Allex V Microphone position

Allex V _pórtico reflex frontal.jpg

Allex V pórtico reflex frontal

Allex V _sideways close Up.jpg

Allex V sideways close Up

Allex V _sun rays.jpg

Allex V sun rays

Allex V sideways close Up

As Wilson Audio Alexx V, no auditório principal da Imacustica - Lisboa. Em primeiro plano, o gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

As Wilson Audio Alexx V, com o pórtico frontal fechado.

As Wilson Audio Alexx V com o pórtico frontal aberto e mais afastadas da parede, no segundo dia de audições.

Wilson Audio Alexx V e DarTZeell monobloco NHB 486, ligadas por Transparent Audio Opus II G6

Perspectiva próxima do DarTZeel NHB-486 e o TA Opus II G6

Leitor CD/Streamer dCS Vivaldi One

A enorme sala vazia bateu-me forte e fundo, quando entrei. Faltava lá o Luís, ou talvez não...

Wilson Audio Alexx V, pormenor da cablagem. Em baixo as resistência que permitem 'afinar': graves, médios e agudos.

Em primeiro plano, os Transparent Audio Opus II G6, únicos na Europa, pois nem sequer estão ainda comercializados.

Prévio de Phono HSE Masterline 7

Gira-discos Tech DAS Air Force III, com braço SAT e célula Koetsu Black.

Wilson Audio Alexx V: a sentinela do reino da música.

Alexx V with Air Force III primeiro plano

Allex V com DarTZeel NHB486 mono

Allex V Air Force III SAT Koetsu Black

Allex V cabling

Allex V DarTZeel NHB 486 e Transparent Audio Opus II G6

Allex V DarTZeel NHB18NS

Allex V dCS Vivaldi One

Allex V full front

Allex V HSE Masterline 7 (phono)

Allex V Microphone position

Allex V pórtico reflex frontal

Allex V sideways close Up

Allex V sun rays


AbsoluteSounds950x438
Publicidade