Reviews Testes

Dynaudio Excite14A

Dynaudio Excite 14A, monitor compacto activo doméstico de características profissionais.

Quando Anker Halden nos visitou, em Outubro de 2014, para apresentação da nova Xeo Series, integrada na festa de vernissage da Smartaudio (ver em Artigos Relacionados: 'Smartaudio, um novo player no mercado do áudio'), referiu na sua alocução que a génese da marca tem origem no mercado profissional, e que há centenas de estúdios de gravação e mistura de áudio em todo o mundo que utilizam monitores Dynaudio.


As Excite 14A são um projecto doméstico de génese profissional (até têm entrada XLR balanceada, além da habitual RCA), que concilia as reconhecidas qualidades acústicas do modelo passivo '14' com a flexibilidade só possível de proporcionar com a amplificação integrada e consequente maior controlo de todos os parâmetros.


Montei-as no meu gabinete de trabalho sobre a secretária, numa estrutura elevada ao nível dos ouvidos, a pouco mais de 1 metro de distância, tal como num estúdio de mistura improvisado, alimentadas, por sugestão de Alberto Silva, apenas pelo notável iFI Micro DSD DAC (ver Artigos Relacionados: 'O Polvo Digital') e os amplificadores integrados de Classe D das Excite 14A fizeram o resto).


Ou seja, com um setup minimalista, cujo custo ronda os 2 000 euros, partindo do princípio que utiliza o seu portátil+JRiver como Media Server, tem uma qualidade de som – e de volume de som! – que o vai fazer sentir como um verdadeiro profissional.


Durante o período de avaliação, editei videos, ouvi streaming da Tidal (que dá uma banhada no Spotify) e deliciei-me com ficheiros em alta resolução até DSD256! Em todas as situações, as Excite 14A revelaram os pormenores acústicos mais ínfimos contidos nos registos originais, nomeadamente o timbre particular das vozes de amigos e familiares.


E até ouvi os Badoxa, que não conhecia, porque tenho agora um vizinho que me massacra diariamente com música africana reproduzida por um sistema de som execrável. Pedi ao meu filho para identificar aquela batida, fui à Tidal, seleccionei 'Não danço contigo' e abri as goelas às Excite14A, e não é que até achei aquilo...excitante!


A produção dos Badoxa é de boa qualidade acústica para o género, limpa com grave sólido (terão utilizado monitores profissionais Dynaudio na mistura?). Abri as janelas e a música ouvia-se no bairro todo. Ora, toma lá! É curioso, agora que penso nisso, o meu vizinho anda mais pacato desde esse dia. Terá ficado envergonhado com a comparação?...


Dynaudio Excite 14A

Excite 14A, em versão branca de neve com coração quente

Excite 14A, em versão branca de neve com coração quente

As 14A custam cerca de 1 500 euros, ou seja mais 500 euros que a versão passiva Excite14, muito bem cotada no mercado pela qualidade da sua gama média e excelente imagem estereofónica. É o preço a pagar pelos módulos de amplificação em Classe D, dois por coluna: 50W para o médio-grave fabricado num polímero de silicato de magnésio + 50W para o tweeter de cúpula de seda tratada. No conjunto, são 2 x 100 W, que estão no bojo deste brinquedo, qual Cavalo de Tróia.


Não admira que o que se ouve seja 'maior' que o que se vê, pois o volume interno é de apenas 6,5 litros.


As Excite 14A 'dão baile' a modelos com o dobro das dimensões, e prestam-se também para abrilhantar o baile de uma festa doméstica (ou de rua!). Como é óbvio, sendo as leis da Física o que são, as 14A têm os seus limites. Quando atingem o ponto de saturação, o som torna-se mais duro e fino, pelo que o juiz final são os seus ouvidos. Mas mesmo a meio-gás enchem uma sala de dimensão média sem problemas.


O facto de serem activas permite dispensar o amplificador, assim pode ligá-las directamente a um DAC com saída de prévio, ou a um leitor CD com saída variável. Ou até a um telefone ou iPod com o cabo apropriado.

Excite 14A, painel traseiro com consola de afinação

Excite 14A, painel traseiro com consola de afinação

Além disso, torna-as muito mais flexíveis na prática. O painel traseiro que, na versão passiva, apenas tem os bornes de ligação às colunas, nas 14A parece uma consola de estúdio. Os agudos, médios e graves dispõem individualmente de 3 níveis de afinação, assim como a sensibilidade geral (+4dB/flat/-10dB). É ainda possível activar um filtro de passa-altas (60 a 80Hz), para as integrar num sistema de cinema em casa com subwoofer. Pode deixá-las sempre ligadas, que elas desligam-se automaticamente ao fim de um tempo, e voltam à vida logo que sentem sinal na entrada.


O pórtico reflex traseiro está sintonizado para os 55Hz, o que em ambiente doméstico, dependendo das dimensões da sala, significa que têm 'conteúdo' acústico até aos 40Hz, pelo que não convém encostá-las à parede para evitar a congestão do grave. No meu caso, optei por cortar ligeiramente o agudo em -1dB e o médio em -4dB para as adaptar a audições prolongada de proximidade. Contudo, sempre que precisei de uma escuta ambiental, voltei ao modo 'flat'.


O som é claro, transparente e o grave tem ataque e tensão só possíveis porque a amplificação foi afinada em função de cada altifalante específico.


Um produto a explorar com interesse nos auditórios da Smartaudio, em Loures (ver caixa com info do distribuidor), ou nos revendedores autorizados, que o vai surpreender pela positiva.

Dynaudio Excite 14A, monitor compacto activo doméstico de características profissionais.

Excite 14A, em versão branca de neve com coração quente

Excite 14A, painel traseiro com consola de afinação