2006

Será A Pirataria Um Instinto Básico Nacional?



Não tenho nada contra o que os jogadores vêem na privacidade do seu quarto, desde que isso os faça felizes, e os ajude a marcar muitos golos para me fazerem feliz, a mim e a todo o país também. Além das dezenas de filmes de acção em DVD-R que o Petit mostrou, até podiam estar filmes pornográficos, for all I care - um homem não vive só de bola...



Embora ilegal, considero legítimo copiar, sem objectivos comerciais, um filme que comprei legalmente para uso pessoal. Mas aquilo que vimos e ouvimos são referências a cópias de filmes que ainda não foram editados. Ou seja, trata-se de pirataria industrial em larga escala.



Ora eu que sou obrigado a ver o vidoclip-choque 'Pirataria-Crime', sempre que alugo um filme no videoclube, pois uma bandeira desactiva a função fast-forward, com a ameaça de 3 anos de prisão, pergunto:



Vão prender metade da selecção nacional nesta altura do campeonato?



E se, nas vésperas de um jogo decisivo entre Portugal-Alemanha, por exemplo, a polícia alemã fizer uma rusga no hotel da nossa selecção e levar os jogadores detidos para interrogatório, por causa dos filmes piratas, com milhares de jornalistas a filmar a cena?...



E se a polícia apanhar na rusga uma cópia-pirata de 'O Código da Vinci' na pátria do Papa?...



Notícia de Hificlube provoca reacção da FEVIP


Tanto quanto sei o comunicado da FEVIP abaixo transcrito na integra não foi lido no noticiário da SIC-Notícias. O editor limitou-se a retirar a peça do ar sem qualquer comentário. Longe de mim querer desestabilizar a nossa querida Selecção Nacional - eu até punha a Sharon Stone ao colo do Nuno Gomes se ele marcasse dois golos por jogo - mas espero que, quando começarem a chover as anunciadas notificações a jovens estudantes, por motivo de 'downloads' ilegais de música, o juiz tenha em consideração o exemplo dado por estes heróis nacionais...É que os jovens são facilmente influenciáveis: veja-se o que se passa com a 'alergia escolar' ao vírus dos morangos...


Comunicado de Imprensa


Missão Impossível 3 e Instinto Fatal 2 não foram ainda editados em DVD



A FEVIP - Federação de Editores de Videogramas, é a associação sem fins lucrativos que no nosso país congrega e representa os Editores de Videogramas e a Indústria de Videojogos. Estatuariamente, o nosso objectivo é a defesa e protecção dos direitos sobre as obras editadas pelos nossos membros associados.



No desenvolvimento do nosso objecto, somos apoiados pelas editoras nacionais e pelo MPA - Motion Pictures Association, entidade que representa todos os grandes estúdios de cinema norte-americanos.



No âmbito da nossa actividade não podemos deixar de manifestar a nossa perplexidade pelo facto do Sr. Nuno Gomes em declarações públicas no Jornal da Noite de Ontem, dia 17 de Maio 2006, na Sic e hoje no da tarde, ter afirmado que entre os Dvd's que levava para estágio se incluiam 'Mission Impossible 3 (Missão Impossível 3)' e o 'Basic Instinct 2 (Instinto Fatal 2)' – '…o novo da Sharon Stone…'.



Na mesma reportagem foi exibida ainda uma mala do Sr. Petit, com um número elevado de Dvd's, com capas e caixas, diferente das usadas pelas editoras por nós representadas.



Na realidade, a razão de ser da nossa perplexidade e preocupação prende-se com o facto dos filmes referidos pelo Sr. Nuno Gomes ainda não terem sido editados legalmente em DVD, não podendo por isso, tratar-se de produto original.



Assim, porque o Sr. Nuno Gomes e qualquer jogador da nossa Selecção será sempre uma referência e um polo de identificação para todos nós, principalmente para a juventude, gostaríamos que num sinal de cidadania utilizassem apenas produtos originais pois só assim se poderá manter esta indústria cultural e os empregos que a mesma gera.



Nestes termos, para além de estarmos na disposição de oferecer aos jogadores da nossa Selecção Dvd's e Videojogos originais editados pelos nossos associados, gostaríamos muito de ouvir o Sr. Nuno Gomes afirmar que prefere e só compra Dvd's originais.



Para qualquer esclarecimento adicional não hesitem em contactar-nos, Paulo Santos, telefone: 218 463 733;




Lisboa, 18 de Maio 2006





Paulo Santos


Director Executivo


FEVIP-Federação de Editores de Videogramas


Avª. Estados Unidos da América, 51-4º Esq.


1700-165 Lisboa-Portugal +351-21-846 37 33 Ê +351-21-846 37 35 . fevip@mail.telepac.pt