2004

Mcintosh Ma 2275: Som De Olhos Azuis - Parte 2

Mcintosh Ma 2275: Som De Olhos Azuis- Parte 1-PreviewImage

O circuito «Unity Coupled» consegue «sacar» 75W de cada par de KT88 (o dobro da concorrência), com apenas 0,5% de distorção harmónica em toda a banda à máxima potência, que pode, contudo, não ser suficiente para certas aplicações e gostos pessoais. Com as Martin Logan Odyssey, que são colunas reconhecidamente difíceis, não senti problemas de maior, atingindo níveis de pressão sonora satisfatórios, e preferi até a neutralidade da saída de 4 Ohm à doçura algo lenta dos 2 Ohm ou à tensão dramática dos 8 Ohm: mais potência nem sempre significa mais qualidade. Aliás, o circuito Unity Coupled e as Martin Logan dão-se bem: o comportamento do MA2275 em termos de distorção harmónica melhora com a subida da frequência, e sabe-se como os painéis das ML se tornam numa carga complicada aos 20kHz.


Esta é outra vantagem dos McIntosh: poder escolher a impedância que mais convém às colunas; ou divertirmo-nos com o «tube swapping», isto é, fazer o «tuning» com válvulas de outros fabricantes e tipos, como as GE 6550A, que conferem ao som a tradicional tonalidade «rosada» preferida pelos que têm saudades do passado. Mesmo assim recomenda-se uma escolha judiciosa de colunas compatíveis.


UNITY COUPLED


Tal como o seu progenitor, o MA2275 é um amplificador a válvulas do tipo «push-pull». A filosofia subjacente é, pois, mais pragmática que purista: pretendeu-se construir um amplificador de utilização universal, explorando as vantagens de maior eficiência, potência disponível e controlo sobre o grave, como menor distorção e desperdício de energia sob a forma de calor. Mas os «push-pulls» não são todos iguais, há os que como o MA2275 são mais (menos?) iguais que os outros. Uma das formas de melhorar a linearidade do andar de saída sem reduzir a potência é o emprego judicioso de realimentação negativa.


O MA2275 utiliza uma variante patenteada da topologia «ultralinear» (idêntica à utilizada por Tim de Paravicini nos EAR), na qual a malha de realimentação se obtém pela ligação de diferentes enrolamentos do primário ao cátodo e à placa (ânodo) que contribuem em partes iguais.


Mas ao contrário da topologia «ultralinear» na qual a malha de realimentação depende do desacoplamento parcial do cátodo, ligando a grelha por meio de uma resistência de valor moderado a uma tomada do mesmo enrolamento primário, aproveitando assim alguma potência útil e jogando com a proximidade da tomada à placa para garantir um modo quasi-tríodo, ou ao rail de alta tensão para obter os benefícios de maior potência no modo-pêntodo, a topologia Unity Coupled serve-se de enrolamentos primários bifilares, cuja proximidade garante um melhor acoplamento magnético e elimina a distorção de «corte» ou transição dos meios ciclos.


Com o circuito dividido em partes iguais pelo cátodo e pela placa e a malha de realimentação com base nos primários bifilares, o andar de saída do MA2275 está permanentemente equilibrado e quase dispensa ajuste de polarização.


A ARTE É ETERNA


A isto junta-se a versatilidade da selecção de fontes diversas, dos controlos de tonalidade, dos contactos dourados blindados em cápsulas de gás inerte, da bendita modernice do controlo remoto, cujo único inconveniente é roubar-nos o prazer da aproximação, de tocar o metal quente.


À medida que se avança para a digitalização total do som e da imagem, do multicanal e do «surround», o MA2275 assume-se como um padrão histórico de sanidade acústica (e mental!) num mundo em constante mudança. É o retorno às origens, como cortar lenha para a lareira em vez de ligar o aquecimento central.


O McIntosh MA2275 é o tipo de produto caro que paradoxalmente tem o valor perene das coisas sem preço. Uma obra de arte funcional com a qual eu não me importaria de partilhar os vinte e poucos anos que estatisticamente me sobram, porque a sua intemporalidade me vai da lei da morte libertando.


Se o design o atrai e o elevado preço de 8 844 euros não o repugna, compre-oby all means(atenção: só há dois à venda em Portugal!) e nunca se irá arrepender: daqui a dez anos nem a McIntosh terá conseguido fazer melhor...


 


 

Mcintosh Ma 2275: Som De Olhos Azuis Parte 1 PreviewImage