2004

A (re)definição Da Tv



Sempre que vou aos E.U.A. e vejo as transmissões dos jogos de futebol e basquetebol americano e o show de Jay Leno em alta definição sinto-me como quando vi televisão a cores pela primeira vez: maravilhado. E pensar que a UE ainda não tem planos para introduzir a HDTV na Europa. Não se deve confundir a televisão digital que nos querem impingir, onde se opta pela quantidade (de canais) em detrimento da qualidade (da imagem), com a HDTV a 1080i, o dobro da resolução do DVD!


Algumas empresas europeias resolveram juntar-se no consórcio Euro1080 com o objectivo de fornecer via satélite programas em alta definição aos lares europeus, Portugal incluído.


A Pioneer está já a preparar «pacotes» promocionais que incluem, além do plasma, a antena parabólica, o descodificador e o cartão com a validade de dez anos. E compreende-se: com o sinal da TV Cabo não é possível tirar todo o partido da qualidade dos plasmas. Quem já tem televisor e antena pode optar por pagar apenas 700 euros pelo descodificador e pelo cartão. Deste modo, pode sintonizar o «Main Channel» do Euro1080 com direito a quatro horas diárias de programas musicais e culturais em HDTV. Já foram estabelecidos contactos com a TV-Cabo para, numa fase posterior, fornecer o sinal aos assinantes através da rede óptica. Quem não tem um televisor compatível com HDTV deve abster-se por enquanto, além de que os conteúdos não são os mais atractivos para o grande público: concertos, ópera, bailado, etc. Este é um produto claramente apontado à classe média alta com elevado nível económico e cultural.



O Euro 2004, por exemplo, não pode para já ser visto em casa. O sinal do «Event Channel» está a ser comercializado apenas para espaços públicos, como hotéis, cinemas, aeroportos, etc. Ou seja, quem não conseguiu bilhete para a final entre Portugal e a França (palpite meu) no Estádio da Luz pode ver o jogo em alta definição e em directo num ecrã com dezasseis metros de largura confortavelmente sentado no ... estádio de Alvalade (não no estádio propriamente dito mas num dos cinemas do complexo que já assinaram contrato com o Euro1080). Todos os espaços públicos se podem candidatar: bares, discotecas, casinos, clubes e associações culturais. O preço (que não inclui o aluguer do equipamento, nomeadamente o projector) varia de acordo com as dimensões e o número de lugares sentados (ou de pé!): dos 4 500 aos 108 000 euros respectivamente para 200 e 4 000 lugares. É natural, pois, que tenha também de pagar bilhete para assistir ao espectáculo mesmo através da TV. Mas o que é isso comparado com o prazer de ver a bola entrar exactamente no ângulo de uma baliza com dezasseis metros de largura num livre marcado pelo Simão? Bom, o tamanho do guarda-redes também aumenta em proporção...



Pedro Belo é o rosto da Euro1080 em Portugal e já está a trabalhar para que a HDTV seja uma realidade por altura do Euro 2004. Fui visitá-lo no seu «bunker» audiófilo, uma sala de projecção/audição (um cinema privado no melhor estilo americano), equipada com algum do melhor equipamento de som e imagem do mercado mundial: projector CRT Barco, amplificação/processamento Krell e colunas Wilson acolitadas por um fabuloso «subwoofer» também da Krell. Ainda vi por lá um Sony SCD1, como prova de que, no que diz respeito à alta definição, Pedro Belo não vive só da imagem...



Como o sinal da HDTV do Euro1080 só estará disponível em Portugal a partir de Abril, limitámo-nos a visionar alguns programas produzidos pela produtora belga Alfacam e gravações da NBC registadas no disco rígido de um computador. Eu teria preferido a qualidade do directo, mas é um sempre um espectáculo poder ver projectadas num ecrã de grandes dimensões imagens que nos habituámos a ver presas no espartilho de um pequeno rectângulo. E estou ansioso por poder ver o Euro2004 melhor do que se estivesse lá e em condições de maior conforto e segurança. Perde-se um pouco o ambiente, é certo. Nada que umas cervejas, uns aperitivos e um grupo de amigos não resolvam...


Mais informações: Euro1080


Nota: A Absolut Sound, na Pinheiro Chagas, em Lisboa, já tem sinal directo de HDTV. Vá lá espreitar...