Reviews Testes

Audio Note P1 SE Signature – a simplicidade do Ser

Audio Note P1 Se Signature - fascia close up.jpg

JVH gostou tanto do P1 que quase se esquecia de o analisar, sentindo-se livre, por prazer, de não cumprir um dever, como Fernando Pessoa.

Desde que o Audio Note P1 SE Signature chegou, tenho ouvido música todos os dias. Não de modo profissional, mas como amador, o que ama aquilo que faz. Liguei-o ao meu sistema desktop, e oiço de tudo: desde notícias, vídeos do YouTube, streaming da Tidal e ficheiros áudio de alta resolução.

…é a simplicidade tout court que o torna tão apelativo auditivamente…

Mas atenção: o P1 SE é um clássico intemporal, não é um amplificador dos tempos modernos, e por isso precisa de apoio de equipamento complementar (DAC/Streamer) para satisfazer as minhas necessidades atuais. Contudo, é essa simplicidade tout court que o torna tão apelativo auditivamente.

…o potencial comprador de um Audio Note P1 SE Signature é alguém que encontrou o equilíbrio na vida…

Até me esqueci que o João Pina, da Exaudio, o tinha emprestado temporariamente para testar, o que implica a audição crítica e metódica, com base em álbuns e faixas de referência. Ou seja: dá trabalho. Mas eu sentia-me livre como Fernando Pessoa, no poema ‘Liberdade’:

Ai que prazer

Não cumprir um dever,

Ter um livro para ler

E não o fazer!

E a brisa, essa,

De tão naturalmente matinal,

Como tem tempo não tem pressa... 

É esta ausência de pressa que define o potencial comprador de um Audio Note P1 SE Signature. É alguém que encontrou o equilíbrio na vida, e já não precisa de correr para comprar o amplificador mais recente, mais potente, tecnologicamente mais sofisticado e com mais griffe. Apenas lhe interessa ouvir música. Com prazer. Sem excessos. Sem pressas, como a brisa matinal.

…o P1 é um amplificador estéreo (com controlo de volume) e não um amplificador integrado…
Audio Note P1 SE Signature: mais simples é impossível.

Audio Note P1 SE Signature: mais simples é impossível.

O P1 tem dois botões: um para ligar/desligar e outro para o volume. Não precisa de seletor de fontes, porque só tem uma entrada de linha. Aliás, é um amplificador tão simples que nem sequer tem um andar de pré-amplificação, na verdadeira aceção da palavra.

No fundo, o P1 é um amplificador estéreo (com controlo de volume) e não um amplificador integrado.

Um potenciómetro de 100K faz de prévio passivo, enquanto dois tríodos ECC83 se encarregam do primeiro andar de ganho (amplificação de tensão) e quatro pêntodos (dois por canal) EL84, montados em paralelo (parallel single-ended-pentode configuration) dominam o andar de potência, que ataca as colunas através do inevitável transformador de saída, e com moderada realimentação negativa para obter o factor de amortecimento adequado.

Nota: o P1 pode ser atacado por um prévio externo. Neste caso, coloque o controlo de volume na posição do meio-dia.

Com as mesmas 4 x EL84 montadas em push-pull, teria sido fácil sacar 40W. Mas a Audio Note seguiu aqui o princípio da qualidade e não da quantidade.

…o P1 é um single-ended (SE) com apenas 10W de potência, ideal para colunas de elevada sensibilidade, como as da Audio Note…

Assim, o P1 é um single-ended (SE) com apenas 10W de potência, ideal para colunas de elevada sensibilidade, mas que não se recusa a alimentar pequenas monitoras como as Sf Concertino até níveis de pressão sonora civilizados e domesticamente aceitáveis.

Ao ouvir o P1, o som do lendário OTO ressoou na memória, qual perfume de mulher, que perdura no pensamento....

Só tenho pena de não o poder utilizar também como amplificador de auscultadores. Mas isso iria interferir com o princípio da simplicidade absoluta que o caracteriza.

Na hierarquia da Audio Note, o P1 SE (Signature, porque utiliza componentes de melhor qualidade: resistências de tântalo, condensadores Kaisei e transformadores de saída especiais com núcleo de aço em C) é de  Nível 2, portanto ainda acessível (4.250€), ao contrário do Nível 5, onde pontificam as versões dos lendários Ongaku.

Ao ouvir o P1, o som do também lendário integrado OTO ressoou-me logo na memória, qual perfume de mulher, que perdura no pensamento como um sonho bom; ou o gosto raro de uma iguaria que se come com parcimónia e prazer prolongado, até porque só pode ser servida em pequenas porções.

Esta semelhança não me surpreendeu, pois o P1 utiliza o mesmo andar de potência do OTO, que é um verdadeiro integrado e tem várias entradas de linha e andar phono.

A única escolha que o P1 lhe oferece é a de optar pela saída de 4 ou 8 Ohm.

A única escolha que o P1 lhe oferece é a de optar pela saída de 4 ou 8 Ohm.

A única escolha que o P1 lhe oferece é a de optar pela saída de 4 ou 8 Ohm. A de 8 Ohm tem mais tensão, dinâmica e potência aparente. Mas o grave da saída 4 Ohm, embora menos articulado, tem mais extensão e riqueza harmónica, e foi esta que adotei definitivamente.

Tal como no amor, é preciso dar-lhe tempo e atenção. Com o P1 não há excesso, violência ou abuso, apenas carinho musical.

O som do P1 torna-se mais doce e requintado à medida que o tempo passa. E não me refiro apenas à ‘queima’ das válvulas, pois todas as vezes que o liga ele evolui durante 45 minutos a uma hora, até estabilizar num patamar de musicalidade muito alto, que se mantém depois durante toda a audição.

Sempre que saía do escritório, deixava-o ligado (estas válvulas duram 4000 horas), para ele me receber com um sorriso luminoso quando voltava ao seu regaço quente e confortável. Era como se o meu ambiente de trabalho também gostasse do que estava a ouvir e agradecesse esta atenção ainda com mais hospitalidade…

Livre-se do vírus da agressividade eletrónica! 10W é quanto basta…

Só você pode saber se esta variante britânica da Audio Note, que utiliza vacinas, perdão, válvulas russas Sovtek, é o ideal para as suas necessidades de saúde musical. Livre-se do vírus da agressividade eletrónica! 10W é quanto basta…

A única coisa que eu posso garantir é que a escolha não vai depender dos atributos do Audio Note P1 SE Signature, muito menos dos seus conhecimentos audiófilos ou técnicos, vai depender sobretudo da sua forma de estar na vida.

Não é você, caro leitor, que vai testar o P1, é ele que o vai testar a si: vá ouvi-lo à Exaudio e fique a saber se está de bem com a vida. Segundo Pessoa, tal como Jesus Cristo,

Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca… 

Produto: Audio Note P1 SE Signature (amplificador estéreo com controlo de volume)

Preço: 4.250 €

Distribuidor: Exaudio

Telefone: 917 600 209

Audio Note P1 Se Signature fascia close up

Audio Note P1 SE Signature: mais simples é impossível.

A única escolha que o P1 lhe oferece é a de optar pela saída de 4 ou 8 Ohm.


AbsoluteSounds950x438
Publicidade