Notícias

Ultimate Sessions – Porto 2017 – Gryphon Kodo no Sheraton

DSCF0228.jpg

A UAE voltou ao Porto para apresentar as Gryphon Kodo no Sheraton, e levou na bagagem algumas novidades em estreia mundial.

O Hotel Sheraton tem sido o palco privilegiado das Ultimate Sessions, apresentação e audição de equipamento highend, numa iniciativa da Ultimate Audio Elite para levar aos audiófilos do Porto produtos seleccionados do seu vasto portfolio de marcas, em exibição regular na loja de Benfica, Lisboa.

A vedeta destes eventos é normalmente a Gryphon. Já foi assim em 2015 (ver reportagem aqui) e agora também em 2017, com a estreia nacional das magníficas Kodo, compostas por módulos separados para agudos e médio-graves com coluna de subgraves activos.

Meio milhão de euros de equipamento de som, em exibição no Sheraton do Porto

Meio milhão de euros de equipamento de som, em exibição no Sheraton do Porto

As características e especificações das Kodo são de tal ordem que o melhor é substituir as mil palavras necessárias pelas fotos, que revelam toda a imponência do projecto.

Gryphon Pandora Preamp, Emm Labs DA-2 Dac Streamer, Antipodes DX-3, Giradiscos Dohmann Helix 2, Braço Kuzma 4Point , célula Kiseki Purple Heart NS

Gryphon Pandora Preamp, Emm Labs DA-2 Dac Streamer, Antipodes DX-3, Giradiscos Dohmann Helix 2, Braço Kuzma 4Point , célula Kiseki Purple Heart NS

As Kodo fizeram-se acompanhar por um sistema acima de qualquer suspeita composto por:

Gryphon Mephisto Stereo
Gryphon Pandora Preamp
Emm Labs DA-2 Dac
Streamer Antipodes DX-3
Giradiscos Dohmann Helix 2
Braço Kuzma 4Point
célula Kiseki Purple Heart NS
Cabos Kubala Sosna Realization
Filtro: Synergistic Research Powercell 12 SE
Racks Solidsteel

Valdemar Borsting, 'chairman' da Gryphon Audio Designs APS, esteve presente na Ultimate Session-2017

Valdemar Borsting, 'chairman' da Gryphon Audio Designs APS, esteve presente na Ultimate Session-2017

Tive a oportunidade de conversar um pouco sobre as Kodo com Valdemar Borsting, sócio de Flemming E. Rasmussen e presidente da Gryphon. Valdemar (um nome que poucos associam a um dinamarquês de gema) tem consciência de que as Kodo não são acessíveis à grande maioria das pessoas, nem mesmo na Dinamarca, tendo sido pensadas para o mercado asiático, onde, segundo Valdemar há quem compre as colunas primeiro e construa depois a casa em função delas.

As Kodo são uma simbiose perfeita entre as Poseidon e as Pendragon, numa tentativa bem sucedida de associar o poder das primeiras à musicalidade das segundas, numa altura em que já não é fácil conseguir fornecedor para os ‘full-ribbon’: ‘Mas temos unidades em stock para garantir a longevidade das Pendragon vendidas até agora’, garantiu.

Nas Kodo as altas frequência estão a cargo de um tipo diferente de ‘ribbon’, trata-se de um Heil Air Motion Transformer do fabricante alemão Mundorf. O resto é o que se vê: 38 unidades activas montadas em quatro pilares de 2,37 m de altura! E 1000W (4000W pico) disponíveis só para os graves. Tudo por apenas… 300 mil euros!...

As Gryphon Kodo recriam um palco sonoro gigantesco

As Gryphon Kodo recriam um palco sonoro gigantesco

Para manter esta grande orquestra de altifalantes em fase o tempo todo a todas as frequências utilizam a tecnologia Duelend Constant Phase. Curiosamente, a eficiência da coluna passiva (médio-grave e agudo) é tão elevada (96dB) que nem precisam de amplificadores muito potentes, ao contrário do que se possa pensar só de olhar para elas.

O ‘room-adaptive Q controller’ permite o acoplamento correcto do sistema de graves ao ambiente que o rodeia, uma sala de hotel neste caso, o que não é o auditório ideal para demonstrar as poderosas Kodo.

Se as quer ouvir em pleno, vá à loja da UAE, em Benfica, onde um auditório tratado garante outros resultados.

Mas o coro de crianças soou espectacular: ‘we don’t need no education’, uma dupla negativa em inglês, cantada com sotaque de escola privada cara, que ironicamente prova o contrário.

Aliás, a espectacularidade acústica, aliada ao poder e à envergadura da imagem, é o que ressalta numa primeira audição. Para quem gosta de ‘large scale music’ não há substituto para um sistema capaz de ‘deslocar o ar’ na sala.

Miguel Carvalho: a arte de virar (e tratar) discos...

Miguel Carvalho: a arte de virar (e tratar) discos...

Sobretudo quando a conduzi-las está o Miguel Carvalho que gosta de carregar no pedal. ‘Another Brick in the Wall’, dos Pink Floyd, abanou as paredes e os ossos do meu vil esqueleto (felizmente o Miguel é ortopedista e, se fosse necessário, sabe voltar a pôr os ossos todos no lugar).

Contudo, as Kodo sabem adaptar-se bem à singeleza de uma voz ou de uma guitarra. Ou às exigências harmónicas da música barroca e ao dramatismo da grande ópera, como tive oportunidade de comprovar no Domingo de manhã, numa audição privada a níveis que respeitaram a santidade do dia. Amen.

Avantgarde Duo Mezzo, Integrado T+A PA3100HV Power Supply, T+A PS3000HV Leitor SACD/Media Player, T+A MP3100HV, Cabos Synergistic Research Galileo

Avantgarde Duo Mezzo, Integrado T+A PA3100HV Power Supply, T+A PS3000HV Leitor SACD/Media Player, T+A MP3100HV, Cabos Synergistic Research Galileo

Na outra sala actuaram à vez as Avantgarde Duo Mezzo e as GoldenEar Triton Reference, pautando-se estas como uma agradável surpresa.

O segundo sistema era composto por:

Integrado T+A PA3100HV
Power Supply T+A PS3000HV
Leitor SACD/Media Player T+A MP3100HV
Cabos Synergistic Research Galileo

O impacto das 'cornetas' não é só acústico, é também visual

O impacto das 'cornetas' não é só acústico, é também visual

As ‘cornetas’ ou se amam ou se odeiam. Meia-dúzia de watts é quanto basta para as fazer deitar tudo cá para fora. O som é projectado com enorme claridade e detalhe, sem aparente compressão dinâmica. Há uma coloração, que é típica das ‘cornetas’ e pode ser detectada nas vozes, por exemplo, que se perdoa em função da incrível presença.

Avantgarde e T+A, Deutschland uber alles

Avantgarde e T+A, Deutschland uber alles

Os instrumentos de sopro, sobretudo os metais, são reproduzidos com um realismo assombroso, assim como o ataque e poder das percussões.

Depois de ouvir as Avantgarde, as colunas convencionais aparecem soar abafadas, escuras e lentas.

As GoldenEar Triton Reference cantaram e encantaram no Sheraton

As GoldenEar Triton Reference cantaram e encantaram no Sheraton

Foi o caso das Triton Reference, integradas num sistema composto por:

Leitor SACD Accuphase DP-560
Integrado Accuphase E-470
Filtro Gigawatt PC-2SE
Cabos Synergistic Research Atmosphere Level 4
Rack Solidsteel

Leitor SACD Accuphase DP-560, Integrado Accuphase E-470, Filtro Gigawatt PC-2SE, Cabos Synergistic Research Atmosphere Level 4

Leitor SACD Accuphase DP-560, Integrado Accuphase E-470, Filtro Gigawatt PC-2SE, Cabos Synergistic Research Atmosphere Level 4

As Triton Reference deixaram-me, contudo, encantado por razões opostas às das Duo Mezzo, o que só prova que o som ‘absoluto’ é, afinal, muito relativo. Ao contrário destas, as Triton são do tipo ‘low profile’, com um som homogéneo, quente, doce, sem arestas vivas, quase fechado e introspectivo.

A diferença é que não exigem tanto de nós e podem ouvir-se durante horas. Ouvi, aliás, uma ‘Flauta Mágica’, que soou…mágica. Tão musical, tão natural que parecia…real.

Realidades há muitas, a cada um a sua.

António Domingos, cansado mas feliz, apresentou-me a novidade dos Mr.Speakers (auscultadores planar-magnéticos)

António Domingos, cansado mas feliz, apresentou-me a novidade dos Mr.Speakers (auscultadores planar-magnéticos)

Finalmente, A UAE mostrou a sua nova representação de auscultadores planar-magnéticos Mr. Speaker, com a seguinte electrónica associada:

Leitor SACD Luxman D-08u
Amplificador Headphones Luxman P-750u
Headphone Mr Speaker Ether Flow e Ether C Flow

Mr Speaker Ether C Flow

Mr Speaker Ether C Flow

Aurender N-100H
Dac/Head Amp Nuprime 10H
Headphone Mr Speaker AEON

Mr Speaker AEON

Mr Speaker AEON

A equipa da Ultimate Audio Elite está, pois, de parabéns pela iniciativa e pelo enorme esforço que significa montar todo este equipamento no Sheraton, num curto espaço de tempo e, mesmo assim, obter dele um bom resultado.

DSCF0228

Meio milhão de euros de equipamento de som, em exibição no Sheraton do Porto

Gryphon Pandora Preamp, Emm Labs DA-2 Dac Streamer, Antipodes DX-3, Giradiscos Dohmann Helix 2, Braço Kuzma 4Point , célula Kiseki Purple Heart NS

Valdemar Borsting, 'chairman' da Gryphon Audio Designs APS, esteve presente na Ultimate Session-2017

As Gryphon Kodo recriam um palco sonoro gigantesco

Miguel Carvalho: a arte de virar (e tratar) discos...

Avantgarde Duo Mezzo, Integrado T+A PA3100HV Power Supply, T+A PS3000HV Leitor SACD/Media Player, T+A MP3100HV, Cabos Synergistic Research Galileo

O impacto das 'cornetas' não é só acústico, é também visual

Avantgarde e T+A, Deutschland uber alles

As GoldenEar Triton Reference cantaram e encantaram no Sheraton

Leitor SACD Accuphase DP-560, Integrado Accuphase E-470, Filtro Gigawatt PC-2SE, Cabos Synergistic Research Atmosphere Level 4

António Domingos, cansado mas feliz, apresentou-me a novidade dos Mr.Speakers (auscultadores planar-magnéticos)

Mr Speaker Ether C Flow

Mr Speaker AEON