Imacustica em festa

A festa

Peter Mc Grath e Ricardo Franassovici trabalharam 12 horas na afinação e colocação das XLF

Aquilo parecia uma festa de baptizado. E de facto era uma baptizado. A criança já anda pelo seu próprio pé, mas Manuel Dias aproveitou a presença de Peter Mc Grath, da Wilson Audio, e Ricardo Franassovici, da Absolute Sounds, de Londres, um amigo comum de longa data (30 anos?) para os convidar para padrinhos.

E juntou amigos e clientes, que, diga-se, na Imacustica não se faz distinção entre uns e outros, sobretudo 'wilsonistas', para receber os ilustres visitantes com honras de estado da arte audiófila, porque os 'padrinhos' não tinham vindo só festejar, vinham em trabalho.

O duo Duette 2/Devialet 240 animava o movimentado corredor de acesso ao Auditório principal onde actuavam as XLF/Constellation

O duo Duette 2/Devialet 240 animava o movimentado corredor de acesso ao Auditório principal onde actuavam as XLF/Constellation

Peter e Ricardo passaram horas a 'afinar' a colocação das XLF, das Alexia, das Sophia e das Duette 2, com o imprescindível apoio da equipa da Imacustica, para extrair delas a máxima performance acústica, como teremos ocasião de comprovar na Parte 2 desta reportagem.

Peter e Ricardo não se furtaram a nenhum debate, opinando, esclarecendo, concordando ou discordando sempre com elegância e amizade

Peter e Ricardo não se furtaram a nenhum debate, opinando, esclarecendo, concordando ou discordando sempre com elegância e amizade

No melhor estilo da hospitalidade nortenha, que caracteriza a família Imacustica, havia 'comes e bebes' e aquele ambiente informal e fraternal que promove a conversa generalista e a troca de informação e opinião especializada entre um copo de branco e uma empada de caça.

Ricardo Franassovici e Preces Diniz, dois amigos de longa data, entre um copo e uma empada de caça, no intervalo de uma demonstração

Ricardo Franassovici e Preces Diniz, dois amigos de longa data, entre um copo e uma empada de caça, no intervalo de uma demonstração

Peter Mc Grath e Ricardo Franassovici não se limitaram a trocar palavras de circunstância com os presentes: satisfizeram curiosidades várias, tiraram dúvidas, deram opiniões fundamentadas sobre questões simples e complexas.

Ricardo Franassovici, em plena actividade audiófila no auditório principal

Ricardo Franassovici, em plena actividade audiófila no auditório principal

E 'passaram' muita música, nos diferentes sistemas, com ênfase na colecção de mastertapes digitais de música clássica de Peter e a eclética selecção musical de Ricardo em suporte CD, que ia do canto religioso ao rock electrónico ao sabor do momento.

Peter Mc Grath que não conhecia Lisboa estava encantado com a cidade, com as pessoas, com a gastronomia, com a equipa e a loja da Imacustica e, sobretudo, com a excelência da acústica do auditório principal, que considerou o melhor do mundo ocidental: Europa e EUA! E prometeu voltar com mais tempo e com a esposa, o que revela bem o seu estado de espírito...

Ricardo conversando animadamente com Eng. Ferreira Rocha, um wilsonista convicto

Ricardo conversando animadamente com Eng. Ferreira Rocha, um wilsonista convicto

Ricardo Franassovici é um amigo de Portugal de longa data. Aliás, Ricardo, que é de origem croata, e encarna o verdadeiro espírito da UE, pois tendo passaporte francês, sendo casado com uma romena e vivendo em Londres, fala português na perfeição e tem Portugal no coração!

Ambiente informal, convívio com amigos e clientes, conversa de circunstância, música de substância

Ambiente informal, convívio com amigos e clientes, conversa de circunstância, música de substância

Aqui Ricardo sente-se em casa, entre amigos. Cada visita é como regressar à adolescência, quando passava as férias de Verão entre o Estoril e Cascais. Querem vê-lo feliz, levem-no ao Guincho para comer um peixe grelhado no Porto de S.ta Maria, ou ao Santini para provar um gelado e passear junto ao mar salgado pelas lágrimas da sua saudade.

Manuel Dias com Preces Diniz: quem lhe tira a Wilson e a Krell...

Manuel Dias com Preces Diniz: quem lhe tira a Wilson e a Krell...

Ricardo é um visionário e, quando pela primeira vez nos encontrámos, eu, ele e o Manuel, em Paris, por ocasião das Journées de la Haute Fidelité (colaborava eu então com a revista Imasom), ele viu em Manuel Dias o parceiro sério, honesto e empreendedor que um dia teria um espaço como este dedicado ao highend em Lisboa (e no Porto).

Conheço Ricardo há 30 anos e a sua paixão pela música só tem paralelo na sua paixão pela família. Não lhe digam é que ficheiros áudio de alta resolução soam melhor que um LP ou um CD reproduzido por um Metronome. Segundo ele, ainda falta muito para um computador ter 'alma musical'.

Para quê pagar 2 euros por uma faixa, quando se pode comprar o disco todo por 3 euros?, perguntou.

Para quê pagar 2 euros por uma faixa, quando se pode comprar o disco todo por 3 euros?, perguntou.

Aliás, na conversa que teve com vários dos audiófilos presentes, chegou a aconselhá-los a aproveitar os preços de ocasião dos 'clássicos' na Amazon (não só de música clássica). Para quê pagar 2 euros por uma faixa, quando se pode comprar o disco todo por 3 euros?, perguntou.

Ouvintes atentos no Auditório Alexia, dirigido por Luís Campos

Ouvintes atentos no Auditório Alexia, dirigido por Luís Campos

Manuel Dias era um homem feliz. Ele e a São desdobravam-se em atenções com todos os presentes, incentivando-os a apreciar a comida e o vinho e, claro, dando-lhes plena liberdade de circulação entre 'sistemas' e salas para apreciar a música servida com gosto pelo Peter, pelo Ricardo, o Luís e a restante equipa, enquanto o Guilhermino se debruçava com ciência sobre um giradiscos.

Houve quem preferisse a exclusividade da audição solitária e atenta na sala das Sophia

Houve quem preferisse a exclusividade da audição solitária e atenta na sala das Sophia

Ou o espectáculo ao vivo na Sala AV

Ou o espectáculo ao vivo na Sala AV

Até que, chamando-me de parte, tendo solicitado a duas amáveis senhoras presentes que posassem com ele, afirmou pretender com isso fazer uma homenagem a todas as esposas de audiófilos, que eu torno extensivo também à minha esposa, pela paciência que têm para nos aturar as 'manias' durante anos a fio, e o carinho com que resolvem dilemas, com que nos dilaceramos, opinando em poucos minutos sobre diferenças no 'som' que os homens demoram semanas a descobrir...

Manuel Dias homenageia a imensa minoria de mulheres audiófilas, com a gentil participação de Dra. Patrícia Araújo e Dra Paula Cabral

Manuel Dias homenageia a imensa minoria de mulheres audiófilas, com a gentil participação de Dra. Patrícia Araújo e Dra Paula Cabral

Como compensação conjugal, os audiófilos 'dão' bons maridos e casamentos duradouros: passam a maior parte do tempo em casa a ouvir música, sentados no escuro a olhar para o vazio, para justificar o investimento no equipamento highend, e quando se 'apaixonam' por outras, 'elas' são normalmente... colunas de som!...

Peter Mc Grath e Ricardo Franassovici trabalharam 12 horas na afinação e colocação das XLF

O duo Duette 2/Devialet 240 animava o movimentado corredor de acesso ao Auditório principal onde actuavam as XLF/Constellation

Peter e Ricardo não se furtaram a nenhum debate, opinando, esclarecendo, concordando ou discordando sempre com elegância e amizade

Ricardo Franassovici e Preces Diniz, dois amigos de longa data, entre um copo e uma empada de caça, no intervalo de uma demonstração

Ricardo Franassovici, em plena actividade audiófila no auditório principal

Ricardo conversando animadamente com Eng. Ferreira Rocha, um wilsonista convicto

Ambiente informal, convívio com amigos e clientes, conversa de circunstância, música de substância

Manuel Dias com Preces Diniz: quem lhe tira a Wilson e a Krell...

Para quê pagar 2 euros por uma faixa, quando se pode comprar o disco todo por 3 euros?, perguntou.

Ouvintes atentos no Auditório Alexia, dirigido por Luís Campos

Houve quem preferisse a exclusividade da audição solitária e atenta na sala das Sophia

Ou o espectáculo ao vivo na Sala AV

Manuel Dias homenageia a imensa minoria de mulheres audiófilas, com a gentil participação de Dra. Patrícia Araújo e Dra Paula Cabral