HIGH END 2019 - MUNICH - reportagem de JVH

HIGH END 2019 - MUNICH - parte 1 - antevisão

DSCF5175.jpg

Siga no Hificlube, a partir de 09 de Maio, Quinta-feira, a reportagem de JVH, que este ano conta com o apoio de Pedro Henriques nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram, com vídeos em directo, fotos e apontamentos.

Nos últimos 35 anos, estive sempre presente no High End Show para mostrar aos audiófilos portugueses o que de melhor – e mais exótico! – se fabrica na indústria do áudio High End.

Do DN ao Hificlube

Primeiro, nos suplementos do Diário de Notícias; a partir de 2002, em simultâneo com o Hificlube, e agora em rigoroso exclusivo, com o patrocínio especial da Imacustica e o apoio dos nossos patrocinadores institucionais: Ajasom, Delaudio, Esotérico/Smartaudio, Support View, Top Audio e Ultimate Audio.

Capa do DNA com a reportagem do Highend 2013, o último realizado em Frankfurt, no Hotel Kempinski

Capa do DNA com a reportagem do Highend 2013, o último realizado em Frankfurt, no Hotel Kempinski

Do Kempinski, de Frankfurt, ao MOC, de Munique

Tudo começou em Frankfurt, no romântico Hotel Kempinski, que deixou saudades, pelo ambiente idílico e quase bucólico, que deu ao show o subtítulo de ‘Hifi among the trees’.

Mas a pujante economia alemã não se compadece com romantismos, e a mudança em 2004 para o MOC (Centro de Feiras e Congressos) de Munique deu-lhe o impulso de que precisava para se tornar ‘The best show on earth’, sim que os alemães não brincam em serviço.

Highend - Munique: 20 mil visitantes , dos quais 7 mil profissionais de 73 países.

Highend - Munique: 20 mil visitantes , dos quais 7 mil profissionais de 73 países.

São mais de 500 expositores de 41 países e 1500 marcas, 20.000 visitantes, sendo mais de 7 000 profissionais de 73 países, tudo concentrado num amplo espaço híbrido tipo FIL, misto de showroom e stand de feira, com salas e contentores transformados em auditórios improvisados. A capacidade está esgotada há muito e as marcações são feitas de ano para ano.

Vira o disco e toca a mesma

Vista panorâmica do Atrium 4.1, no MOC de Munique

Vista panorâmica do Atrium 4.1, no MOC de Munique

Assim, acontece que eu já de sei de cor quem, o quê e onde vai estar este ou aquele expositor e marca. Há sempre novidades, claro. Mas, em muitos casos, as fotos do ano anterior serviam perfeitamente para ilustrar o evento deste ano, porque o fabricante anda a mostrar o mesmo sistema, na versão Mk qualquer coisa, no mesmo sítio, com a mesma música e a mesma conversa há anos a fio.

Beleza exótica

A reportagem vai focar-se nas novidades das marcas à venda em Portugal, sobretudo as distribuídas pelos nossos patrocinadores, pois são eles que suportam parte dos custos da reportagem, sendo o Hificlube uma página de acesso gratuito e universal.

E também iremos fazer incursões rápidas nas áreas que tornam o High End tão especial: cornetas, gira-discos e válvulas, com o seu cortejo, por vezes belo, por vezes grotesco, de formas e cores.

Música ao vivo e muita conversa

E também nos eventos especiais em que o High End é pródigo: concertos estáticos e ambulantes e gravações ao vivo, sessões de esclarecimento e apresentações especiais de novos produtos (estes com beberete, vá lá!...). Tenho montes de convites, mas o tempo e a… dieta, impõem alguma contenção.

De facto, num evento desta dimensão, é preciso rigor na gestão do tempo. Porque para fazer uma cobertura, se não integral pelo menos razoável, daquilo que realmente interessa, não é possível ficar fechado numa sala durante uma hora a ouvir uma palestra sobre válvulas, tecnologias digitais de gravação ou as vantagens do streaming, quantas vezes em alemão cerrado!

Grava o teu primeiro disco

Dynaudio UnHeard: estúdio profissional para gravar novos artistas em alta resolução, sem qualquer compromisso ou custo!...

Dynaudio UnHeard: estúdio profissional para gravar novos artistas em alta resolução, sem qualquer compromisso ou custo!...

Uma das iniciativas mais interessantes este ano vai ser a da Dynaudio, que vai montar um estúdio de gravação profissional, transparente e com o som a ser transmitido para o exterior, para que jovens com talento possam gravar o seu primeiro disco. A experiência é grátis e os concorrentes mantêm o direito integral à sua obra. Devia ser cá…

Newcomer Area

Um espaço gratuito reservado a Start-Ups. Este ano foram seleccionadas seis: Mind-Pop Revolution (acessórios para gira-discos), Röhrenschmiede & Hartlab (amplificadores a válvulas), Deeptime (colunas de formas incríveis, como se já não houvesse lá muitas...), ModalAkustik (subswoofers de caixa aberta) e LaMusika (sistenas de som completos).

Soundsclever

A outra mais prosaica é uma iniciativa também louvável. No Hall 1, Stand A15/17, a organização reservou um auditório para que equipas de dois distribuidores se formem para apresentar um sistema que não pode ultrapassar os 5.000 euros. As regras são iguais para todos. Não sei se a música também é, mas devia ser – já agora…

E no auditório K1b, famosos engenheiros de som vão tocar matrizes de discos de música clássica em estéreo e multicanal, em sessões de 30 minutos.

E há também o ‘High End listening course’ para ensinar as pessoas a… ouvir! 

Embaixador Steven Wilson

Capa do catálogo geral do HIGH END 2019, com Steven Wilson na capa.

Capa do catálogo geral do HIGH END 2019, com Steven Wilson na capa.

O ano passado a embaixadora musical foi Keri Bremnes, este ano será o britânico Steven Wilson, com concertos ao vivo. E vai lá estar, como todos os anos, Lyn Stanley, a mais audiófila das cantoras de jazz, que grava com microfones a válvulas e edita álbuns analógicos puros. Este ano vai apresentar o novo álbum de homenagem a Julie London.

Lyn Stanley, na apresentação do álbum Potions (excelente, diga-se) - HIGH END 2015, Munique

Lyn Stanley, na apresentação do álbum Potions (excelente, diga-se) - HIGH END 2015, Munique

Imagens sem palavras

Nos últimos anos, o Hificlube tem apostado na imagem como veículo privilegiado da informação. As fotos e os vídeos dizem mais que mil palavras, apesar de muitas vezes captadas em condições extremas de iluminação, e é com elas que iremos abrir de novo as hostilidades.

Para ser mais rápido muitas das fotos serão publicadas em bruto, sem tratamento ou legenda (parece que hoje em dia o importante é chegar primeiro). Mas sempre com o cuidado de enquadrar o produto no contexto da exposição da marca, para mais fácil identificação.

Photo report e videoreport em 4K

Sempre que possível, incluiremos slideshows em alta resolução do nosso canal You Tube, com fotos que podem ser abertas em full screen 4K para melhor serem apreciadas; e vídeos generalistas com som directo ou banda sonora adaptada; ou ilustrativos da qualidade do som, captado a 96/24 nas próprias salas. O algoritmo de compressão do You Tube resultará tanto melhor quanto melhor for a qualidade do original.

You Tube, Facebook e o Copyright

Outro problema bem mais grave é a ‘pressão’ do You Tube e do Facebook, quando não mesmo ‘repressão’, por considerar violação de copyright, logo sujeita a eliminação, uma gravação de som directo, captada num local público, para efeitos de informação, de excertos de discos reproduzidos por outrem, sobre os quais não temos qualquer poder e não fomos nós que seleccionámos. Isto mesmo quando o ruído ambiente de vozes, cadeiras que se arrastam e portas que batem tornam o registo sem qualquer valor comercial.

Social Media Rules

Este ano, se não houver problemas técnicos nas comunicações (com 5000 pessoas a utilizar a rede simultaneamente no mesmo local shit happens!), elevamos o nosso desejo de ‘informar primeiro’ à transmissão directa via Facebook, Instagram e Twitter, com Pedro Henriques como operador das redes sociais. Subscrevam já, se não são um dos nossos 5 mil seguidores.

Gostem. Partilhem. Divulguem. Comentem. Sugiram.

Os leitores audiófilos estão desde já convidados para partilhar os nossos links, posts e artigos nos seus grupos temáticos e de amigos, mantendo a ‘designação de origem’, nomeadamente as marcas de água (watermark), contribuindo assim para a divulgação e sucesso do nosso trabalho. E os ‘gostos’ também ajudam. Obrigado. Até Quinta!

Nota importante:

Esta reportagem só é possível graças ao apoio de todos os nossos anunciantes e a um patrocínio especial da Imacústica. Agradecemos a todos os envolvidos.

DSCF5175

Capa do DNA com a reportagem do Highend 2013, o último realizado em Frankfurt, no Hotel Kempinski

Highend - Munique: 20 mil visitantes , dos quais 7 mil profissionais de 73 países.

Vista panorâmica do Atrium 4.1, no MOC de Munique

Dynaudio UnHeard: estúdio profissional para gravar novos artistas em alta resolução, sem qualquer compromisso ou custo!...

Capa do catálogo geral do HIGH END 2019, com Steven Wilson na capa.

Lyn Stanley, na apresentação do álbum Potions (excelente, diga-se) - HIGH END 2015, Munique