2006

Highend 2006: A Reportagem - Parte 8: Restos De Colecção



ACAPELLA

Tal como a Burmester, Acapella é um dos ex-libris do Highend Show. E não têm necessariamente de ser os topos de gama com tweeter de plasma. São sempre lindas e diferentes.


ADAM

Apresentadas por um “guru” que falava das colunas como quem lia o “Corão”, as Adam utilizam o famoso tweeter AMT, Air-Motion Transformer, da Heil, e soaram-me limpas, tensas, com bom ritmo, mas algo artificiais.


ARCUS

A Arcus apresentou o gravador digital DAR300 com disco rígido. Era mesmo disto que eu andava à procura para facilitar os meus testes. Pode ser ligado a um conversor externo.

E por falar em gravadores que tal este gravador quase centenário que fazia registos em folha de flandres, (!?...), exposto no Museu do Áudio do Highend Show?

Ou este AEG Magnetophon KL15 de 1951?


BACKES&MÜLLER

A “Backes” nunca me cativou. Mas desta feita demonstrou um pequeno monitor activo BM2 de duas-vias que tinha um som excepcional, muito semelhante aos Genelec que eu utilizava no estúdio da XFM nos bons velhos tempos da “Audiofilia Aguda”. Ainda hoje há leitores que me perguntam pelo programa. Acontece que eu tenho as matrizes digitais da maior parte dos programas e um dia vou colocá-las online. Podem fazer downloads à vontade…


BOLZANO VILLETRI

Receando ter sido injusto com a apreciação que fiz das Bolzano Villetri, em Las Vegas, voltei à carga. Mantenho a minha opinião: o som e o design são igualmente rebuscados e não há teoria acústica que me convença do contrário. Talvez se tivesse oportunidade de as ouvir em minha casa…


BURMESTER

Ir a Munique e não ouvir a Burmester é como ir a Roma e não ver o Papa. A Burmester demonstrou com agrado geral as novas colunas B30. E Dieter Burmester é um senhor!...Será que não há cá ninguém para explorar esta marca como ela merece?...


DENON

A “bomba” AVC-A1XV tem agora também circuito de “upscaling” até 1080p. A Denon está sempre em cima do último grito tecnológico. Pode mandar fazer o upgrade


HANNL

Modelos para todos os gostos para manter os seus LPs escrupulosamente limpos: lava, aspira e encera…


FISCHER&FISCHER

Coluna dipolo de caixa aberta c/ baffle de acrílico transparente. Precisa de Subwoofer, claro, ao contrário da Jamo.


INFINITY

As Cascade são uma curiosa simbiose de alta tecnologia e design para aplicações AV. Pelo menos sempre são diferentes daqueles charutos metálicos da B&O que todos os outros fabricantes copiam.


LINN

Kinik é o novo “control interface” da Linn: funciona sem fios a partir de um Pocket PC e controla os Linn Kisto e Kinos, Unidisk e Kivor. Lindo, hã?!...


LYNGDORF

Exibiu o Millennium IV para que não restem dúvidas de a TACT faz parte da árvore genealógica da Lyngdorf.

E demonstrou o novo “Room Correction Module” para o TDA 2200: o controlo do grave estava no ponto.


MARANTZ

O sucesso do Tivoli levou a Marantz a lançar o Weave, com a diferença que aqui você pode criar a sua própria estação de rádio e transmitir para o Weave a partir de uma unidade central ZR6001.


MARK LEVINSON

Gloriosa exibição do estado da arte em vídeo da Mark Levinson: em primeiro plano o Mod. Nº 40.


PRIMARE

Apresentou o CDI, primeiro modelo integrado de sintonizador DAV/FM/leitor CD.


PROGRESSIVE AUDIO

O design do leitor-CD1 lembra os amplificadores Viva. Espero que aquela depressão a meio não seja a representação gráfica da resposta em frequência…


QUAD

Lembram-se das velhas ELS57? Ainda hoje há quem as considere as melhores colunas electrostáticas de sempre. Pois há uma empresa alemã que as transforma e produz - e às ELS63 também. Os preços rondam os 6 a 7 mil euros/par. Quem estiver interessado, avise…


REVEL

Uma parada de Revels sem medo de mostrar as entranhas (os filtros divisores). Mas era só para amostra - música nada…


STAX

É uma pena a STAX não ter distribuidor em Portugal, mas hoje em dia o número de peças que se vende não justifica o investimento, além de que é facílimo fazer encomendas pela Internet. O SRS-007II é o novo amplificador híbrido com 4 duplos tríodos no andar de saída. Para quem gosta de som electrostático e não tem o espaço necessário il n y a plus rien…


TIVOLI

O Music System One é um integrado estéreo rádio/leitor CD com a qualidade e o design clássico a que a Tivoli nos habituou.


TURTLE

Um indivíduo de origem asiática projectou o leitor-CD e o prévio da Turtle com um design um pouco kitsch mas muito inovador. Conversei um pouco com ele sobre as características de ambos os modelos e cheguei à conclusão que os ovos só tinham casca: não tinham nada lá dentro, eram apenas uma “ideia”. Ora de boas ideias está o inferno do áudio cheio…