2006

Highend 2006- Parte 7 - Hors Concours: O Kempinski Vive



Num daqueles encontros breves de “olá como vai?, eu vou bem e você como está?” no MOC, José Pestana informou-me que a Ensemble optara por fugir ao arraial da feira, preferindo exibir-se no ambiente calmo do Hotel Kempinski, de Munique, numa sala ampla e luxuosa. Fiquei de passar por lá, mas havia tanto para ver/ouvir no MOC, o Centro de Congressos e Exposições, que com pena minha acabei por não cumprir a promessa.


Serenata à chuva, em Munique, entre um leão 'made in Germany' e um chapéu 'made in China'...


Quis o destino que, no Domingo, já com a reportagem fechada, num passeio turístico a pé e à chuva até ao Via Veneto, o meu restaurante preferido, entre fotografias para mais tarde recordar, dei comigo à porta do Kempinski. Urs Wagner ainda lá estava, felizmente, e recebeu-me com aquela simpatia muito suiça, discreta e polida, que o caracteriza, a ele (à esposa que não estava presente) e aos sistemas que fabrica.

A Ensemble tem uma filosofia muito própria, o “Ensemble Concept”, que, como o nome indica pressupõe uma sinergia de conjunto: da fonte até ao transdutor final, incluindo cabos e filtros de alimentação.
Urs Wagner


Urs Wagner mantém-se praticamente só na defesa de que os verdadeiros amantes da música preferem o estéreo.


O sistema Ensemble na Sala do Hotel Kempinski, Munique.


Na belíssima sala do Kempinski, estavam montados dois sistemas, ambos tendo como intermediário privilegiado entre o disco e o ouvinte as colunas Figura, que fizeram muito boa …figura!
Ensemble Figura fizeram boa...figura


A Figura é uma duas-vias reflex de-chão, suavemente reclinadas para obter o alinhamento geométrico de fase. De sensibilidade média (87db), têm uma resposta linear entre os 30Hz-30kHz e a impedância nunca desce abaixo dos 6 ohms, o que significa que qualquer amplificador a válvulas de 10W as faz felizes.
Leitor-CD Ensemble Dirondo
Ensemble Fuoco, amp integrado


Ouvi duas ou três faixas de um disco de música antiga de Jordi Savall. Primeiro com o leitor-Cd Dirondo e o amplificador integrado Fuoco.
Ensemble Dirondo Drive
Ensemble Dichrono Hi-Dac


Depois com o transporte Dirondo Drive, o conversor Dichrono Hi-Dac, que também funciona como prévio, e o amplificador Evivo.
Ensemble Evivo, amplificador de potência


Não é preciso ouvir muito tempo para perceber o que Urs Wagner entende como reprodução fiel da música. Há um desejo subliminar de realçar as nuances, as subtilezas acústicas, a ambiência do local de gravação, de preferência igrejas e salas de concertos, e a vivência pessoal dos intérpretes, cuja emoção transparece imaculada.


O sistema Dirondo/Fuoco deu-me pistas claras para o entendimento da filosofia da Ensemble. Mas o conjunto Dirondo Drive/Dichrono Hi-Dac/Evivo adiciona à delicadeza, à subtileza e à ambiência, o corpo, a dinâmica e a verdadeira “volumetria” da música interpretada em acústicas naturais.



Só com este sistema senti cá dentro na alma que havia válvulas algures no caminho do sistema. E há - no primeiro andar de ganho...



A Ensemble, que já foi representada em Portugal pela Ajasom, parece ter finalmente encontrado o seu caminho próprio, embora este seja divergente em relação às actuais tendências do mercado. A Ensemble é uma marca a descobrir por todos os que ainda acreditam que a tradição deve continuar a ser o que é, mas conforme aos princípios da dialéctica hegeliana, cuja síntese é a de que o Ser infinito é uma realidade na qual tudo está relacionado. No sistema da Ensemble tudo parecia estar em sintonia. Uma audição a não perder, sem grandes expectativas de ficar deslumbrado, apenas o desejo de reencontrar a paz de espírito.



Os preços por peça entre os 6 e os 8 mil euros é que, hélas, podem não estar sintonizados com a pobre realidade do nosso mercado…