2005

Highend 2005: De Nad A Rotel



NAD
NAD L73


O “receiverAV-leitor-CD” integrado L73 foi apresentado em estreia europeia. Sinceramente não vejo diferença entre este e o L70. Mas quem de direito que me explique. O L70 já está disponível na Esotérico e cumpre uma importante função social: um pacote AV integrado que pode ser utilizado no modo estéreo ou multicanal. Basta juntar as colunas e mexer...o corpo. Mais simples é impossível.



NAIM
As SL2 com N-'subs' alimentadas por artilharia Naim encheram uma sala enorme de música.


É uma marca muito conceituada na Alemanha, tal como a Linn. Em Portugal, por qualquer motivo que tem mais a ver com o distribuidor que com a minha pessoa, é marca que não me passa pelo estreito há muito tempo. Em Munique, apresentou a n-SAT, a primeira coluna Naim tipo «estante» pelo preço de € 1000+300 para os suportes, que faz parte do N-System para AV.



PATHOS
Pathos Cinema-X


Fui à procura do prometido leitor-CD mas em seu lugar encontrei o mais belo amplificador integrado multicanal do mercado: Cinema X. O compartimento das válvulas abre-se em forma de X - daí o nome. O primeiro andar de ganho é a válvulas na tradição Phatos, o andar de potência 5x120W a MOSFET. Não tem conversores D/A internos. Mas basta ligar às saídas analógicas de um leitor-Universal. Quando utilizado no modo estéreo oferece 450W por canal!



A Pathos alega que este é o primeiro amplificador multicanal com som estéreo highend. Eu fico à espera que uma destas maravilhas dê à costa portuguesa para provar e comprovar.



PIEGA

Até a Piega se teve de render ao cinema em casa “à moda delas”. As AP3, AS3 são colunas de parede com suporte articulado que “desaparecem” para deixar apenas o som dos filmes. A pedido das donas de casa suiças...Os preços base andam pelos 600/800 euros a peça.



ROTEL

Não vi lá nada que a Artaudio não tenha apresentado já em Portugal. Aliás, o distribuidor alemão e a Artaudio comercializam as mesmas marcas: B&W, Classé e Rotel.