2005

Diário De Bordo: Crítico Diverte-se



A crítica de áudio não tem o mesmo “glamour” (lê-se glémâ e não glámúr, ao contrário do que pensam as nossas “socialites”, porque a palavra é inglesa e não francesa e significa um certo tipo de brilho). “Hélas”, eu limito-me a “despir” os aparelhos dos caixotes, a suar para os transportar e montar, e depois a devassar-lhes a alma, que nem sempre corresponde ao palminho de cara. Aqui pelo menos estou em pé de igualdade com os fotógrafos de moda: nem tudo o que tem “glamour” é ouro...



Um dos grandes prazeres desta actividade é ver/ouvir uma novidade num dos muitos “shows” internacionais e, pouco tempo depois, ei-la que me entra pela porta dentro. Assim, enquanto os leitores estão a banhos, de olhos postos em nórdicas esculturais, eu ando entretido a “flirtar” com colunas, amplificadores e outros que tais.
Vienna Haydn Grand


Em carteira para eventuais testes a publicar em breve (ou talvez não) andam “nuas” aqui por casa as deliciosas Vienna Acoustics Haydn Grand, que foram apresentadas na CES2005;
Hovland Saphire


O belíssimo amplificador Hovland Saphire (não me entendi com a afinação da polarização, pelo que a TOP Audio vai tratar disso e o desejado romance fica para segundas núpcias;



Nota: Podem ouvir ainda durante este mês um sistema com base em amplificação Hovland Radia e colunas JM Lab Diva/Profile no “Estúdio Hi-End” da FNAC do Colombo, em Lisboa.
Transporte VRDS do UX-1


O “Universal” da Esoteric/TEAC UX-1, cuja construção (ai, e o peso!) é soberba (o som e a imagem não se ficam atrás: no HighEnd de Munique soaram divinos);
Pathos Cinema X


E “the last but not the least” o espectacular Phatos Cinema X que promete responder aos anseios de todos os que, dispondo de uma fonte “universal” de eleição, com descodificação integrada de todos os formatos, como é o caso do Esoteric UX-1, querem um amplificador multicanal prático e simples que se transforma num poderoso amplificar estéreo “at the touch of a button”.

Ah, e com válvulas no andar de prévio e, pasme-se!, no “sub output”...

Eu depois conto os pormenores íntimos (e os sórdidos também...). Mantenham-se atentos, agora que é possível aceder ao www.hificlube.net até a partir de um PDA à beira da piscina...