Editorial

CES 1996 - O PASSADO DO FUTURO

Reprodução da capa da reportagem da CES 1996, publicada no DN, no suplemento Compacto

CES 1996 – O PASSADO DO FUTURO


Vinte anos depois, achei interessante reproduzir aqui em versão pdf a reportagem integral em quadricromia da CES 1996, num total de capa+10 páginas, algo impossível hoje. Nenhum jornal de âmbito nacional, em Portugal ou em qualquer parte do mundo, assumiria o risco (e os custos) de publicar uma reportagem tão longa de um evento tão específico com ênfase no áudio highend.


Aliás, já nem as própria revistas da especialidade lhe dedicam tanto espaço editorial, optando pela divulgação online. E esta foi apenas uma das 15 reportagens que publiquei no DN, que atingiu o seu pico no suplemento DNA com 32 páginas!


É interessante verificar como, passados 20 anos (veja-se a fotorreportagem de 2016), pouco mudou com exceção da área digital. Em 1996, o vídeo de qualidade ainda era fornecido pelo laserdisc com som AC3. Foi o ano do nascimento do DVD!


De resto, antes como agora, a vedeta era Yoda, da Guerra das Estrelas, e as colunas não eram muito diferentes, vejam-se as Wilson Slamm, que estão na base das atuais Alexx.


Talvez houvesse mais amplificadores a válvulas e mais música analógica, mas em 1996 estávamos no auge do CD, e já se adivinhava que o futuro estava na desmaterialização dos suportes.


Curioso é também verificar o desaparecimento de algumas marcas e distribuidores e a resistência dos grandes fabricantes e respetivos distribuidores, embora muitas tenham também mudado de representante. A qualidade dos produtos e do serviço tem esta virtude de garantir o futuro sem esquecer o passado.


1996 foi também o último ano em que o highend áudio foi exibido no Hotel Sahara que, no ano seguinte, foi demolido, ou melhor implodido. Em Las Vegas, até a queda é motivo para festa e espetáculo…


E a entrada no Hotel Casino MGM ainda se fazia por debaixo das patas do leão. A foto da capa é, pois, histórica e irrepetível.


Nota: podem abrir página a página, clicando no respetivo pdf, contido na caixa acima à direita. Dependendo do vosso browser, o pdf abre na mesma janela, noutra janela ou na barra em baixo.

Reprodução da capa da reportagem da CES 1996, publicada no DN, no suplemento Compacto