2012

Imacústica: Um Dia Com Luís Campos




Luís Campos, mestre demonstrador da Imacústica      


Luís Campos dá a ouvir a música que gosta de ouvir. O entusiasmo que põe naquilo que faz, e o prazer que transmite a quem ouve, é tão ou mais importante que aquilo que se ouve. Há nele uma busca constante de exemplos de arte musical, indiferente a géneros e épocas. Parte do conteúdo para a forma, da emoção para a razão, num trajecto desconcertante para quem entra no auditório da Imacústica, munido do escalpelo com o qual pretende subdividir o todo em partes: agudos, médios e graves, quando o segredo está em usufruir da plenitude do que se ouve.  


É óbvio que a qualidade do sistema de som permite-nos paradoxalmente esquecê-lo para assim nos podermos concentrar no que é essencial: a música. E não é isso afinal a audiofilia?   


O filme da audição


   


Dan D'Agostino Momentum monoblock amplifiers: a música, toda a música, nada mais que a música.  


O aforismo de uma imagem vale mais do que mil palavras, aqui reforçado com som de alta qualidade (utilize auscultadores ou ligue o PC ao seu sistema de som), nunca foi tão verdadeiro. O que o Hificlube vos oferece é o registo video de um encontro informal entre dois amigos, partilhando da mesma paixão pela música.  


São sete momentos únicos, proporcionados pelos Momentum, de Dan D'Agostino, sete episódios de uma série cuja excelência se repete no tempo, como o eco mitológico, mas tão diferentes quão diferente e eclética é a abordagem de Luís Campos à difícil arte de demonstrar equipamentos de alta fidelidade.  


O que é mais importante numa audição: a forma ou o conteúdo? 


   


Auditório principal da Imacústica-Porto


Escudando-se na qualidade inquestionável do sistema em demonstração, Luís Campos atreve-se a trilhar caminhos pouco usuais nos meios audiófilos: a sua escolha de discos é pessoal e viola a ortodoxia vigente. Tanto pode ser um disco monofónico de Maria Callas, como a sensualidade tropical de Maria Gadú, o sinfonismo futurista de John Williams ou um fado de Camané. Será o fado o blues lusíada? Ella que o diga. O leitor que decida. 







 


AUDITÓRIO AV



E para os que hoje acham que o hifi é passado e o AV é futuro, terminamos com uma interpretação fabulosa de People Get Ready, por Joss Stone, como convidada de Jeff Beck, num concerto ao vivo no Ronnie Scott Club, que aconselho os leitores a visionar muitas vezes (visionem também a baixista: pensava que os anjos só tocavam harpa celestial...), antes do You Tube me começar a chatear que estou a violar direitos de autor, quando no fundo eu estou a promover o vídeo gratuitamente. O video foi registado directamente da imagem projectada na tela por um Panasonic, e o som é cortesia de um sistema 'acessível' Krell/Martin Logan/Wilson Audio.