2011

Highend 2011, Munique_the X-files Revealed _ Part 3: Yg Acoustics New Drivers




Yoav Geva revela em exclusivo para o Hificlube o segredo dos billetcore drivers.   Embora o nome o sugira não só 'bilhetes de viagem', ainda que nos permitam uma viagem muito mais suave natural ao mundo da música.  


Um billet é um 'naco' de alumínio puro com 7Kg, a partir do qual maquinaria de alta precisão molda o cone dos novos altifalantes das Anat e Kipod até ficar apenas com algumas gramas, mantendo, contudo, a resistência.


   


Highend 2001, Munique: sala da YG Acoustics/ASR    


Já em Las Vegas, tinha ficado com a impressão que algo de revolucionário tinha sido operado no som das YG, mas atribuí a melhoria da performance ao nível, sobretudo, da naturalidade do som à mudança de amplificação. Ainda me passou pela cabeça que fosse o crossover. Afinal eram os altifalantes.  


Agora em Munique, voltei a apreciar a extrema naturalidade (ausência de stress?) do som. O que se ouve, quer em fundo, enquanto Yoav Geva explica e ilustra o processo de gestação dos BilletCore Drivers, quer em directo das Anat Reference III, é o som ambiente, no momento em que por lá passei para fazer este apontamento de reportagem.


   


Aqui a amplificação estava a cargo dos excelentes ASR que, em boa hora, sugeri, numa das minhas reportagens, que deviam ter em representação em Portugal, logo seguida de tomada forte pela Audioelite, dos meus amigos Jorge e Júdice (isto não é um disclaimer é um facto...).