2010

Munique, 6-9 Maio 2010

Munique, 6-9 Maio 2010

Este artigo tem como único objectivo comunicar-lhes que já estou em Munique, e que vou reportar sobre o Highend 2010, a meu bel prazer e sem pressas – que a vida não é só trabalho.


Hoje ainda não vou conseguir editar vídeos, que serão numa primeira fase em baixa resolução, para evitar longos processamentos, pois à custa da qualidade da imagem, acabam por roubar qualidade de vida e tempo para me divertir e vos divertir.
 
 Mais tarde, já em casa, com calma, vamos ter tempo para rever a matéria dada com som e imagem.
 

Sala da Devialet. D-Premier e Magico V3
 
 
 
Passei pela Devialet para confirmar a mim próprio, agora em campo neutro, e com colunas Magico V3, aquilo que escrevi. É verdade que não gostei de tudo o que ouvi, sobretudo com CD ou matrizes Red Book. Que raio de seleccção musical, parecia que iam buscar os piores discos para demonstrar as potencialidades do D-Premier. Mas com matrizes de alta resolução, tal como eu tinha previsto no teste, que podem ler integralmente no Hificlube, o D-Premier consegue superar-se a si próprio.
 

Sala da Magico: Q5 - e venham mais cinco!
 
 
De magia em magia, passei pela sala da Magico propriamente dita, onde tive oportunidade de falar com Alan Wolf, e de ouvir as Q5 que, por motivos imprevistos, só consegui ouvir no Estoril, no primeiro dia do show e durante pouco tempo.
 

Sistema de Apoio às Magico Q5
 
Desta feita, a electrónica era da Spectral, acolitada por um server da Silverstone , um DAC da Emm Labs e um relógio atómico Antelope (10 000!) de que nunca tinha ouvido falar antes.


Excelente som, sem um pingo de caixa, ou melhor, sem o toque da madeira, até porque as Q5 são integralmente em metal.
 
Vão aparecendo por aqui em busca de novidades, que serão publicadas sempre que possível. E agora, digam lá, os videos, que alguns renegaram ao princípio, fazem ou não fazem falta?

Munique, 6 9 Maio 2010