2009

Viasónica No Ritz: 4 Salas 4 Sistemas+side Events

Viasónica No Ritz: 4 Salas 4 Sistemas+side Events







Para os leitores que estão hesitantes entre gozar o último fim-de-semana de praia ou um fim-de-semana audiófilo, uma iniciativa da Viasónica que conta também com a participação de alguns dos principais importadores de equipamento de som e video highend: Ajasom, B&W España, Epson, Imacústica e Videoacústica, José Filipe faz uma visita guiada exclusiva para o Hificlube e mostra em primeira mão o que que se pode ver e ouvir nas 4 salas principais deste mini hifishow: DOURO, MONDEGO, GUADIANA E TEJO.
A videoreportagem integral do Hificlube segue dentro de momentos mas para já  let’s look at the trailer:





José Filipe, o anfitrião do Fim de Semana Audiófilo da Viasónica, no Hotel Ritz, em Lisboa





A visita guiada continua pelos 'side Events'







AJASOM


O futuro do disco óptico não se adivinha risonho. Cada vez mais a aposta é nos Music Streamers, com base em disco rígido ou memória de estado sólido. Faz-se o download de alta resolução (ou copia-se o CD lá para dentro) e temos tudo na ponta dos dedos.







 
Quando o Soolos foi apresentado pela primeira vez em Las Vegas, vi Ricardo Franassovici entrar para lá sorrateiramente. Mas a Meridian já se tinha adiantado e comprou o pacote completo. Ora se Bob Stuart, que fabrica leitores-CD topo de gama, aposta no Soolos...
A primeira constatação é a de que as Avalon Indra até num corredor tocam bem. Um pingo de “sala” aqui e ali mas nada que me impedisse de apreciar a sensualidade ingénua (?) de Madame Sarkozy. Aliás, gostei de rever o sistema Nagra de prémio de monoblocos piramidais, cujo teste foi publicado no Hificlube (em inglês!) em primeira mão mundial. Ken Kessler nunca me perdoou esta e desancou neles quando os testou. Comigo continua a dar-se bem – vá lá, vá lá...



REVISITING SASHA










A mesma fonte – Scarlatti – e as mesmas colunas. Amplificação e sala diferente. E cabos também. Som diferente (ver teste das Sasha e dos Scarlatti nos Artigos Relacionados). Estive lá na Sexta para poder filmar à vontade sem incomodar os visitantes.



A sala era viva (percebe-se isso no video cujo som é ilustrativo e não representativo) mas já ouvi muito pior em shows. Cheia de gente teria outro tempo de reverberação e o equilíbrio tonal seria também mais quente e encorpado. Assim as Sasha soaram-me mais femininas. Talvez faltasse o “grunt” dos Krell. Contudo, o agudo do GAT (Great Anniversary Triodes) é superlativo: ah!, os tríodos simples e puros...



Muito bem a claridade do médio e a transparência geral do som. Excelente o decay a revelar a elevada resolução dos C-J. As Sasha revelaram uma faceta diferente: a informativa, a das nuances subtis, das pequenas coisas sem importância que fazem toda a diferença. Decididamente dançam conforme a música – e a sala. Eu teria retirado as grelhas. Mas compreendo o José Filipe: nos shows há muitos dedos curiosos...

Estavam lindas as Sasha, de vermelho Burgundy, macio de veludo. 



GIVE ME THE BLUES


 

Os “Mac”, um dos ícones da indústria áudio americana, casaram com as belas italianas Elipsa, numa das capelas do Ritz. Fui lá ver o ensaio. Tocava-se “blues”. Nada mais apropriado. O’l blue eyes pareciam felizes com a companhia das Elipsa. Fiz de fotógrafo de casamento: filmei mas não participei na boda. Custa-me saber que vivi com elas e as deixei fugir. Para a posteridade ficam os poemas em inglês que escrevi sobre elas. Será por isso que o Mac se apaixonou?... (ver em Artigos Relacionados)



IT’S A KIND OF MAGIC


 
 
As Magico Mini II tinham um som carnudo com LP. Não sei se era do AR Reference 5, de Odin ou da célula Sumiko. Para o caso tanto faz. Mesmo com o rumble a dar com o woofer em doido (seria de gozo?), aquele som era de loucura. Até no video isso é perceptível.

Sem a transparência e o small detail das Sasha, mas com uma pose dominadora e digna. Uma pequena grande coluna de som com um palco do tamanho do mundo. Em termos relativos (de preço e tamanho) preferi as Mini no Ritz às V no Palácio.


Quem disse que as colunas se medem aos palmos?...



Daí a pensar-se que as Magico são coxas com CD é puro engano. O AR CD8 é um excelente leitor-CD e o som das Magico continuou a ser acima da média para umas monitoras (?). Só que o LP tem aquele je ne sai quoi. Há quem lhe chame distorção. É como o colesterol: fica mal nas análises mas sabe tão bem...
 








B&W ESPANA/SALA TEJO



Quando passei por lá em visita de estudo e recolha de elementos para a reportagem, procedia-se ainda à afinação do sistema de projecção da Epson. A imagem tinha grande nitidez e contraste mas era algo fria. Dependia do filme mas parecia ser um simples problema de afinação da temperatura de cor que espero tenha sido resolvido nos dias seguintes.



Loud and clear
 


 
Entretanto solicitei que tocassem um CD, no sistema Classé SSP 800/CA2200/B&W 802D, e o que ouvi agradou-me: um som limpo, correcto, muito inteligível e de grande neutralidade, algo que é evidente até no video. Com um sistema destes até Bob Dylan teria boa dicção...


 
 
NOVIDADES BOWERS & WILKINS
  



 
 
E se de repente o som das CM1 e CM9 lhe soar 'ao vivo' é porque é mesmo ao vivo! O som que se ouve em fundo é do ensaio do Trio multi-instrumental que abrilhantou o evento...
 
 
 ______________________________/________________________
 
Assim se termina a reportagem integral do Fim-de-Semana Audiófilo. Foi a primeira videoreportagem integral em video-HD 720p 16:9 do Hificlube. Cabe aos leitores avaliar os resultados e informar o Hificlube sobre as suas experiências de visionamento: qualidade de imagem e som (atendendo às condições de iluminação), comparativamente ao mais vulgar 'youtube', vantagens do video sobre a fotografia muda e queda, problemas de carregamento, etc.
 
Devido à avalanche de acessos, o nosso servidor foi-se abaixo durante breves minutos às horas de ponta, mas estamos a tentar tudo para que o Hificlube possa manter-se online sem problemas
 
______________________________/________________________




Nota: Se não pretender visionar em full screen opte por HD-Off (clique no ícone) para tornar o download mais rápido. O segredo para um bom visionamento reside em não permitir que a barra azul apanhe a barra cinzenta. Se isso acontecer basta clicar em Pause, dar algum avanço à barra cinzenta e voltar a clicar em Play. Se tem banda larga, use e abuse de HD-On. A fluidez da imagem em full screen depende da placa gráfica do seu PC.   

 


Viasónica No Ritz: 4 Salas 4 Sistemas+side Events