2008

Ces 2008_porta De Entrada (links) Para A Reportagem Integral



No meio, honi soit..., e a toda a volta desta parafernália infernal, havia também hifi, home cinema e highend. Acontece que para mal dos meus pecados só no Venetian seriam por junto uns 200 expositores, divididos por mais de uma centena de salas, a maior parte situadas nos andares 29 a 34, com acesso por elevador, o que obrigava a uma espera desesperante. Outros 80 nos hotéis Alexis e St.Tropez, que ficam a 5 quilómetros, isto é, a meia ou mesmo uma hora de viagem, dependendo do trânsito. E a Feira, propriamente dita, onde cada pavilhão é do tamanho de um campo de futebol, estava sempre cheia de gente aos encontrões que se digladiava à saída por um lugar no autocarro que nunca mais chegava. E o Hilton. E o Sands. E fabricantes e distribuidores espalhados pelos hotéis da Strip onde há filas para tudo: desde os táxis até ao buffet do pequeno-almoço. E quem não fizer reserva para almoçar ou jantar arrisca-se a comer um cachorro ou uma fatia de pizza sentado numa imitação da fonte de Trevi.


É o preço a pagar pela independência e a liberdade de escrever sobre tudo e todos sem olhar a quem, e não apenas sobre a multinacional que, tendo convidado o jornalista, com viagem em primeira classe, hotel de luxo, jantares e festas em grupo, lhe limita depois o espaço de acção com múltiplas reuniões e seminários, e exige divulgação dos seus produtos em contrapartida. Eu paguei tudo do meu bolso, e por isso não devo favores a ninguém. Esta foi a CES 2008 que eu vi e não a que me deram a ver.


Cobrir a CES tornou-se num exercício de puro masochismo, que eu faço por prazer pessoal e também por dever de solidariedade com os meus leitores. E para me divertir, admito. Mas a brincadeira começa a sair demasiado cara (os preços triplicam na altura da CES) e, além disso, é redundante, pois, hoje em dia, com o poder da Internet, é possível saber tudo o que lá se passou sem sequer sair de casa.


E ainda estou sujeito a que o leitor, em vez de reconhecer o esforço, o ignore, preferindo a visão comprometida de outras publicações online, ou me critique por eu não ter referido isto ou aquilo que leu aqui ou acolá.


Creio, no entanto, que a minha reportagem terá tido pelo menos o mérito de acrescentar algo ao inesgotável manancial de informação à disposição dos leitores de todo o mundo no ecrã do seu computador: espírito crítico e observação pertinente, e não apenas a enumeração jornalística ou a foto documental ou de catálogo.


Aqui fica, pois, a lista de todos os artigos relacionados com a CES 2008 e publicados no Hificlube. Basta clicar para entrar. Enjoy while it lasts!...


Elvis - You Tube