2005

Highend 2005: Gira-discos _highlights



A Clearaudio e a Transrotor são as duas grandes rivais analógicas no palco internacional de Munique. Até hoje a Transrotor conseguiu sempre superiorizar-se na apresentação das suas obras de arte. O ano passado (ver HIGHEND 2004) misturou gira-discos com legumes to very good effect, indeed, este ano foram rosas, Senhor! É por lá que me perco de câmara na mão. As minhas fotos são sempre requisitadas pela organização porque são, diz a Renate Paxa, as únicas (refiro-me aos originais e não às de baixa resolução que por razões práticas de navegação utilizo para ilustrar estas páginas) que fazem justiça à arte da Transrotor.



TRANSROTOR ART


A principal novidade foi a série Transrotor Art, ao preço médio de € 2500 (já c/ braço!), que tem a estranha e artística particularidade da suspensão (?!) em feltro de duas cores. Onde vão eles buscar estas ideias?!...

Aqui uma nova versão do Transrotor FATBob



GALERIA CLEARAUDIO

A Galeria de Arte da Clearaudio


Mas a Clearaudio ultrapassou tudo o que a antiga musa canta ao criar uma autêntica galeria de arte com os seus gira-discos expostos duplamente em altares e em belas fotografias emolduradas em talha dourada, num ambiente quase religioso.


Quem percorresse todo o corredor, chegava ao altar-mor onde estava exposto o mais notável gira-discos de sempre da marca:



CLEARAUDIO STATEMENT

O Statement tem um prato superior para o disco e um inferior para a correia que está ligado ao motor. O prato superior tem uma chumaceira magnética e gira por indução sem contacto físico com o motor. Toda a estrutura está ligada por meio de um longo eixo a um enorme peso estabilizador. As ressonâncias são eliminadas por suspensão hidráulica. O braço é uma versão longa do famoso Master TQi linear.


Nota: Clique no ícone amarelo no início da página para ver o maravilhoso Transrotor Tourbillon a girar.