Notícias

Viasonica24SET2013

O sistema Quad, na sala principal da Viasonica, numa visão 'artística' de JVH

José Filipe achou por bem que o Hificlube não publicasse registos de som, nas salas da nova loja da Viasonica, na primeira visita de JVH (ver Artigos Relacionados). E compreende-se: os equipamentos estavam ainda em fase de montagem e afinação.


Desta vez, levei comigo a camcorder e o gravador digital. Assim, o leitor pode não só ver mas ouvir também o que o espera. Claro que fica muito por publicar.


Sala 1


Foram feitos múltiplos registos de som, mas optámos por editar uma curiosa experiência sobre os efeitos do novo brinquedo da iFI, o buffer/preamplifer iTube, no contexto de um sistema integral da Quad (amplificação a válvulas e colunas) com um leitor-CD da Nagra e a little help from Madonna. Já sei o que estão a pensar: o JVH passou-se!


Mas não atirem pedras antes de ouvir...


Nota: a propósito, fiz um análise espectral a ambas as faixas e o efeito iTube “vê-se”, além de se ouvir. São pequenissimas diferenças que funcionam como uma espécie de igualização: um ligeiro “toque” no médio- grave para cima, no extremo agudo para baixo, e uma curiosa opção por privilegiar a gama entre os 3 e os 5kHz, em detrimento da gama da voz (500-2kHz), onde o ouvido é, por natureza, mais sensível, equilibrando assim a fisiologia da audição de um adulto (e com algum uso...).


Sobre as Quad 2912, já escrevi tudo o que tinha para escrever. E nunca guardei segredo de que são uma das minhas relações preferidas de amor e ódio. Mais amor que ódio, agora na versão 2912 (ver Artigos Relacionados).


Eu considero as Quad uma obra de arte audiófila, e foi assim que optei por as apresentar - como uma pintura:

Há um filme sobre o efeito dos raios gama no crescimento das margaridas, aqui pretende-se demonstrar o efeito do iTube no ”crescimento” da Madonna. A marca de micro componentes iFI é distribuida também em Portugal pela Esotérico, tal como a Quad, aliás, portanto fica tudo em família:

Sala 2

Aqui esperava-me uma surpresa: a britânica AMR é agora também representada pela Esotérico, e fazia par com as novas B&W CM10, num casamento deveras interessante, como se pode constatar pela audição do video:

A fonte digital era o leitor AMR CD777 e o amplificador o AMR AM 777, ambos com um luminoso toque de válvulas para lhes dar sabor, tudo cablado com cabos Vovox, também da Esotérico. Parece que o Alberto Silva tem andado muito dinâmico. E tão ocupado, que eu tive de ir à Viasónica para saber estas novidades...


As CM10 gostaram, eu também. E o leitor se ouvir este som com uns bons auscultadores, ainda vai gostar mais...

Sala 3/AV


Nenhuma loja se pode hoje dar ao luxo de não ter um espectáculo AV para atrair a vasta franja de clientes que gravita à volta do highend mas não dispensa a imagem. Deste modo, enquanto o pater familias se delicia com as Quad, a esposa – e sobretudo os filhos – podem ir ver uns filmes de acção.


Embora, pelos exemplos abaixo, convenha que sejam maiores de idade. Não porque a Jokovich apareça nua, mas porque corta cabeças como quem come tremoços e bebe...sangria!...

O sistema Quad, na sala principal da Viasonica, numa visão 'artística' de JVH