Notícias

Magico M3 em estreia europeia

Foto panorâmica do showroom da Imacustica-LX

No âmbito da comemoração dos 30 Anos da Imacustica, que se prolongam por todo o ano de 2016, Manuel Dias realizou mais uma notável iniciativa na excelente loja IMACUSTICA-LISBOA, que integrou no mesmo programa a estreia europeia das novas colunas Magico M3, a divulgação da nova distribuição oficial da dCS e música ao vivo, no melhor estilo da Tiny Desk, de Nova Iorque, com o grupo musical revivalista MT80 que, como o nome indica, interpreta temas dos anos 80 – e não só.

O grupo musical MT80 em plena actuação no hall da Imacustica, com Lisboa a passar lá fora surpreendida

O grupo musical MT80 em plena actuação no hall da Imacustica, com Lisboa a passar lá fora surpreendida

O evento contou com a presença de muitos convidados e amigos, que sempre se reúnem nestas ocasiões festivas para beber um copo e trocar impressões de audição e opiniões mais ou menos abalizadas sobre as ‘forças’ em presença.

Ricardo Franassovici conversa com Alon Wolf no intervalo das audições

Ricardo Franassovici conversa com Alon Wolf no intervalo das audições

Presentes estiveram também convidados internacionais, nomeadamente Ricardo Franassovici (Absolute Sounds) e os críticos Alan Sircom (HiFi+) e Paul Miller (HiFiNews), que já tinham estado presentes quando da apresentação das Magico M-Pro.

Alan Sircom, repórter veterano da guerra audiófila mundial

Alan Sircom, repórter veterano da guerra audiófila mundial

E, claro, Alan Wolf (Magico) e Raveen Bawa (dCS) que apresentaram ao público e jornalistas presentes os novos modelos das respectivas marcas: Magico M3 e dCS Vivaldi II e Rossini.

Raveen Bawa (dCS) volta a Lisboa para mostrar a última versão do dCS Vivaldi e o Rossini tudo-em-um

Raveen Bawa (dCS) volta a Lisboa para mostrar a última versão do dCS Vivaldi e o Rossini tudo-em-um

Uma vez que os clientes da Imacustica têm gostos e interesses variados e eclécticos, os convidados puderam apreciar sistemas diferentes nos três auditórios disponíveis:

As belas 'Il Cremonese' actuaram com electrónica Audio Research e Lps da colecção privada de Guilhermino Pereira

As belas 'Il Cremonese' actuaram com electrónica Audio Research e Lps da colecção privada de Guilhermino Pereira

As Magico S5II com amplificação D'Agostino. Uma fotografia artística para uma obra de arte audiófila

As Magico S5II com amplificação D'Agostino. Uma fotografia artística para uma obra de arte audiófila

As Magico M3 e o turismo audiófilo de 'massas'

As Magico M3 actuando no palco principal com amplificação Constellation Audio e fonte dCS Vivaldi

As Magico M3 actuando no palco principal com amplificação Constellation Audio e fonte dCS Vivaldi

Graças ao notável esforço da Imacustica, é hoje possível ouvir em excelentes condições acústicas e de conforto equipamentos de som em Lisboa mesmo antes de outras capitais europeias. Em conversa com Luís Campos que, com Ricardo Polónia, participou recentemente no HiFi Show Live, de Londres, as Magico M3 foram apresentadas apenas em exposição estática, ficando assim a ‘première activa’ para Lisboa.

Paul Miller mostra a Alan Wolf as fotos que tirou com o telemóvel.

Paul Miller mostra a Alan Wolf as fotos que tirou com o telemóvel.

Longe vão os tempos da ‘síndrome da periferia’ audiófila, portanto. E volto a insistir na importância de se explorar, com o apoio da CML e do Turismo de Portugal, não apenas o turismo cultural, com incidência na vasta oferta arquitectónica e monumental e o turismo religioso, mas também o turismo audiófilo, sobretudo do país vizinho, onde a audiofilia não tem a mesma ‘afficiòn’ que em Portugal, apesar da superioridade demográfica e económica de Espanha.

Poderá um dia o highend ser uma atracção turística?...

Poderá um dia o highend ser uma atracção turística?...

Aliás, Manuel Dias confessou-me, em conversa informal, que durante toda esta semana vai ter a agenda cheia com audições programadas das Magico M3 por visitantes estrangeiros, nomeadamente espanhóis. Será que depois de Fátima, futebol, fado e pastéis de Belém vamos ter também o HiFi no oferta turística das agências e sites de viagens?

MAGICO M3 by Alon Wolf

Foi o próprio criador, Alon Wolf, que apresentou a ‘criatura’ aos jornalistas e ao público presentes, a que se seguiu um breve debate com Alan Sircom e Paul Miller, enquanto eu registava em vídeo o acontecimento para todos aqueles que não estiveram presentes participarem também no evento.

Sobre as características e especificações técnicas, os leitores podem abrir o pdf em inglês no topo (direita) da página ou abrir a página respectiva da Imacustica.

Para nós o mais interessante é o que não está lá, ou seja os bastidores da obra e os ‘sentimentos’ do criador em relação à obra.

A Magico soa direito por linhas redondas

Em conversa com Alan Wolf, ficou claro que está particularmente orgulhoso: ‘Esta é não só a mais sofisticada mas a melhor coluna que já construí’, disse-me Alan. ‘Melhor ainda que a ‘mãe’ M-Pro?’. ‘Bom, não tem a mesma dinâmica ou extensão do grave, porque é mais pequena. Apenas isso. De resto, é totalmente inerte e isenta de vibrações. Ainda mais que as Q7! Ora põe lá aqui os dedos no painel lateral de carbono, enquanto a coluna reproduz graves. Sentes alguma coisa?’ De facto, apenas quando coloquei o ouvido colado à parte inferior do painel, ouvi um vago murmúrio. ‘Os painéis laterais são fabricados de um sanduíche de fibra de carbono e rohaccel, que sendo mais leve é mais rígido e inerte que o alumínio’, explicou Alan. ‘As unidades de graves são de grafeno e muito superiores às utilizadas nas M-Pro. E o tweeter é também uma versão melhorada, a mesma que utilizamos na Q7 II. A pouco e pouco a nova linha M irá substituir a Q.

Por enquanto, ficamos por aqui. Este é o primeiro passo. E também a primeira coluna totalmente ‘arredondada’ da Magico. Não tem uma linha direita.

Alan Wolf e Magico M3, o criador e a sua obra

Alan Wolf e Magico M3, o criador e a sua obra

‘Por que motivo o tweeter aqui está no topo, numa configuração diferente da M-Pro?’ – perguntei. ‘Por uma questão de espaço. O tweeter tem de estar sempre à mesma altura do solo – entre 39 e 42 polegadas. Assim sendo, já só havia espaço para montar as outras unidades abaixo do tweeter…’.

Seguiu-se uma longa audição das Magico M3, de que registámos apenas alguns momentos para ilustrar, pois este é o tipo de produto que ‘tem de ouvir ao vivo para acreditar’.

E é exactamente o que eu irei fazer nos próximos tempos, tendo, aliás, sido convidado por Paul Miller para apresentar um projecto de teste para publicar na HifiNews, à semelhança do que já aconteceu com as Sonus Faber Il Cremonese e Wilson Audio Allex (ver Artigos Relacionados). Mas até lá, muita música vai ter de passar debaixo das pontes do Tejo e, entretanto, lá vão elas rio acima para Espanha…

Música ao vivo na Imacustica-Lisboa

Alana, dos MT80, actuando no palco da Imacustica. Uma agradável surpresa proporcionada pela entusiasmo juvenil de Manuel Dias

Alana, dos MT80, actuando no palco da Imacustica. Uma agradável surpresa proporcionada pela entusiasmo juvenil de Manuel Dias

O evento terminou com música ao vivo – ao vivo mesmo! – com o grupo musical M80, para alegria e surpresa dos presentes e grande felicidade de Manuel Dias, que se ouve no vídeo a aplaudir e a comentar a actuação, e me confessou ‘ter dançado muito’ a ouvir estes temas na sua juventude.

Aqui ficam dois excertos: Alana em HD 1080p (e boa captação de som) cantando ‘Knockin’ On Heaven’s Door’ de Bob Dylan (versão GunsNRoses), acompanhada por Nuno Ferreira na guitarra acústica electrificada; e de novo Nuno Ferreira, na guitarra eléctrica, com Fábio Rodrigues (baixo) e Zé Jorge (bateria), num tema de (creio) Dire Straits, com imagem 4K e captação de som directa (não tão boa) pela minha Fuji T2.

Para mais informações: IMACUSTICA

Foto panorâmica do showroom da Imacustica LX

O grupo musical MT80 em plena actuação no hall da Imacustica, com Lisboa a passar lá fora surpreendida

Ricardo Franassovici conversa com Alon Wolf no intervalo das audições

Alan Sircom, repórter veterano da guerra audiófila mundial

Raveen Bawa (dCS) volta a Lisboa para mostrar a última versão do dCS Vivaldi e o Rossini tudo-em-um

As belas 'Il Cremonese' actuaram com electrónica Audio Research e Lps da colecção privada de Guilhermino Pereira

As Magico S5II com amplificação D'Agostino. Uma fotografia artística para uma obra de arte audiófila

As Magico M3 actuando no palco principal com amplificação Constellation Audio e fonte dCS Vivaldi

Paul Miller mostra a Alan Wolf as fotos que tirou com o telemóvel.

Poderá um dia o highend ser uma atracção turística?...

Alan Wolf e Magico M3, o criador e a sua obra

Alana, dos MT80, actuando no palco da Imacustica. Uma agradável surpresa proporcionada pela entusiasmo juvenil de Manuel Dias

Magico M3 press-release (in English)