2007

O Grito



Munch: o grito


Munch: 'Os meus amigos continuaram a andar, enquanto eu ficava para trás tremendo de medo e senti o grito enorme, infinito, da natureza.»


Protótipo Blu-Ray, da Pioneer


Faz precisamente sete anos que a Sony me mostrou, em Las Vegas, o protótipo de um leitor-Blu-Ray, a que se seguiram as versões da Pioneer , que não tinham nada a ver com as actuais. Depois, andando com a carroça à frente dos bois, a Sony distribuiu leitores não-homologados por alguns revendedores seleccionados. Há pelo menos dois anos que Eduardo Rodrigues, da Pedro's Hifi, tem um exemplar de leitor/gravador Blu-Ray na sua loja. Que não é compatível nem com os filmes comerciais entretanto editados, nem tem as necessárias saídas HDMI 1.3.
Sony BDP-S1


Agora a Sony voltou a fazer o mesmo e distribuiu pelas lojas leitores BD-S1 “americanos” só para os consumidores se irem habituando às imagens de alta definição, enquanto a PS3 não é lançada no mercado a 23 de Março.


Não há dúvida que tanto o Blu-Ray como o HD-DVD são um salto qualitativo substancial em termos de imagem e de som. E que mais tarde ou mais cedo a migração para a alta definição será imparável como foi a do VHS para o DVD. Mas, olhando à nossa volta, dá vontade de perguntar: havia necessidade de espalhar tanta confusão primeiro?


Vejamos o que se passa, com exemplos concretos para facilitar o entendimento. Ou para aumentar ainda mais a confusão: a felicidade, diz-se, reside na ignorância. Porque, como dizia o meu avô Maurício, o primeiro milho é para os pardais. E os pardais, nesta história, somos todos nós, os consumidores.


Contemos, pois, os grãos de milho, um a um, sem qualquer hierarquia específica ou classificação de valor (há também quem lhes chame grãos na engrenagem):
Panasonic DMP BD10


1. O tempo de carregamento de um leitor-BluRay é muito mais longo que o de um leitor-DVD. As coisas vão melhorar, mas para já a do Panasonic DMP-BD10 é de mais de 1 minuto. Isto se já estiver ligado. O do leitor HD-DVD Toshiba HD-A1 ainda é mais lento. Na era da banda larga, 1 minuto é uma eternidade.
Toshiba HA-A1


2. A resolução máxima do Toshiba HD-A1 é de 1080i. E não tem saída HDMI 1.3. nem oferece 1080p.
Pioneer BDP-HD1


3. Todos os leitores Blu-Ray têm resolução de 1080p. Mas nem todos processam Dolby True HD e DTS HD. Tanto os Pioneer Elite BDP-HD1 e Samsung BD-P1000 como o Sony BD-S1 estão aqui em falta. C'mon guys, stop fucking with our money, please!
Samsung BDP1000


4. Brada também aos céus que nem o Pioneer BDP-HD1 nem o Sony BD-S1 toquem BD-R/RW ou sequer CD - e muito menos SACD! Quando os pais renegam os próprios filhos, o mundo está perdido…


5. Por outro lado, o Sony e o Pioneer têm a vantagem sobre o Panasonic e o Samsung de oferecer vídeo puro e directo 1080p 24, isto é, no formato original do cinema de 24 fotogramas por segundo. O “videostream” do Panasonic e do Samsung é de 60frames por segundo, o que significa que o sinal tem primeiro de ser entrelaçado para depois passar de novo a progressivo. Perde-se detalhe nas imagens em movimento.


6. Esta a principal fragilidade do HD-DVD em relação ao Blu-Ray, porque até o mais recente Toshiba HD-A2 tem como default 1080p 60. Não que isso tenha uma importância fundamental. Quem tem plasmas ou LCD Full HD compatíveis com 1080p 24 e entradas HDMI 1.3?


7. Mas parece que o novo HD-A2 já tem som multicanal True HD e DTS-HD. Vá lá, vá lá. Porque o (X)A1 é uma baralhada. Através da saída HDMI tem PCM multicanal a partir de DTS e Dolby Digital Plus. Mas da saída coaxial só sai DTS, mesmo que o registo do disco seja em Dolby! Topam?!...Eu não. Parece que converte tudo para PCM primeiro, e depois, como tiveram de escolher apenas um formato para a saída coaxial, optaram pelo DTS. Não é o DTS original que está no disco, pois - é a versão DTS da Toshiba. Minha nossa senhora!...Podemos sempre, claro, optar também pelas saídas analógicas.Uff!


8. A Sony continua a cometer a suprema estupidez de manter a “regionalização” no Blu-Ray. Já os discos HD-DVD são universais. Depois, queixem-se!...

9. A outra gaffe a que já me referi aqui foi o facto de os primeiros Blu-Ray terem sido editados recorrendo a MPEG2, enquanto o HD-DVD Forum optou pelo mais eficaz VC-1, da Microsoft. A diferença salta à vista - literalmente. Por exemplo, os Blu-Ray de “Fifth Element” e “House of Flying Daggers” tiveram de ser retirados, porque foram codificados em MPEG2 a partir de matrizes de má qualidade. Já os recentes “Stealth” e “Spider Man 2” foram editados directamente a partir de matrizes 4K. Quando a transcrição é bem feita não há diferenças técnicas evidentes entre Blu-Ray e HD-DVD.

10. E quando todos pensávamos que a LG ia resolver o assunto com o seu Super Multi Blue Player, eis que o aparelho só vai ser lançado lá mais para o Verão. E sabem porquê? Porque não lê todos os menus dos HD-DVD, e o Forum proibiu-os de o comercializar até terem resolvido todas as questões técnicas.


11. Será que o HD Total da Warner, um disco que é Blu-Ray de um lado e HD-DVD do outro é a solução? Duvido. Porque limita a capacidade do disco a um lado e obriga a maior compressão.
Ficha HDMI 1.3


12. Em cima disto tudo, temos a never ending story do HDMI. Resolução máxima de som e imagem só é possível com HDMI 1.3. E quantos têm projectores e televisores (para não falar dos processadores) com entradas HDMI 1.3? Até as fichas são diferentes...


Vou ali dar um grito e já volto...


Já voltei, obrigado, com uma hipótese de solução: o amplificador AV Sony STR-DA5200, que eu fotografei junto com BD-S1, no stand da Sony, na CES 2007, e que tinha guardado em carteira:
Sony BD-S1+STR-DA5200


A nova série de Receivers Surround, da Sony, têm a função HDMI Active Intelligence que detecta e extrai áudio e vídeo optimizado de todas as ligações até ao máximo de 1080p 24 e oito canais de som sem compressão.


LG BLU-RAY HD-DVD ROM DRIVE

Outra coisa que eu vi lá por Las Vegas, e me tinha esquecido de vos dizer, foi a “drive-HD” LG GGW-H10N, um brinquedo que vai fazer as delícias do seu computador. Só tem um problema que a impede de ser perfeita: lê e grava Blu-Ray mas só lê e não grava HD-DVD. Parece que fazia parte do contrato de exclusividade Blu-Ray que a LG (que entretanto já se arrependeu) assinou com a Sony…