2003

À Vontade Do Freguês



Certos equipamentos de alta fidelidade confundem-se com peças de arte moderna - sonhos quiçá irrealizáveis para o comum mortal. Hoje, vamos falar de outra forma de arte. A arte de tornar o sonho possível sem que a sua vida financeira se torne um pesadelo - tudo numa linguagem acessível e adequada ao tipo de produto.


Pense numas colunas de som de utilização universal que se possam comprar, utilizar e pagar por partes - aos soluços, como diz o povo. Com as economias que juntou no Natal compra primeiro o andar de cima - aqui começa-se pelo telhado, depois é que se constrói a cave. Entretanto, chega o seu aniversário. Saca mais algum à família próxima, convencendo a avó a não lhe oferecer as mesmas peúgas pela enésima vez, e a tia Felismina a não lhe comprar uma mochila com um ursinho, que você, jovem leitor, teria vergonha de levar para a escola - será que a tia ainda não reparou que o sobrinho já rapa o bigode e que a prima lhe lança olhares lânguidos sempre que lá vai a casa? -, e compra o andar de baixo, ou seja, o subwoofer, que vai dar às colunas o vigor que lhes falta sempre que a música ou o filme exigem músculo ou autoridade. Acabou-se a ladaínha de «as minhas colunas não têm pedrada». Pronto, agora já têm.


Pode comprar um «sub» para começar. No ano seguinte, se passar o ano, o pai, que também já se diverte a ver os filmes consigo e a ouvir música através do seu sistema, entra com mais algum para o segundo «sub». Coloca as colunas em cima de cada um dos «subs» e passa a ter duas colunas de banda larga. Depois...


Isto não é uma brincadeira. Existe mesmo e dá pelo nome de Athena Technologies.
O sistema Athena é composto por satélites (colunas de som pequenas) S1, S2 (duas vias) e S3 (três vias), que se vendem aos pares, e são um bom começo de vida para um jovem; e pelos «subwoofers» verticais P1, P2 e P3, que se vendem à unidade.
Até aqui nada de especial. A coisa começa a tornar-se interessante quando se descobre que os «satélites e os «subs» são intermutáveis. Assim, supondo que começou por comprar um par de S1 e, a meio do percurso, sentiu que precisava de mais graves, pode comprar um «sub» P1, cujo preço unitário é sempre igual ao do par de satélites correspondente - até neste aspecto o conceito de marketing é inovador. Mais à frente, descobre que se tornou baixo-dependente, compra outro P1, coloca as S1 em cima, liga-as por meio de um engenhoso dispositivo de calha deslizante, que dispensa parafusos e cabos, e fica com um par de colunas de banda larga.


O mesmo conceito de «upgrade» fácil é obviamente extensivo aos modelos S2/P2 e S3/P3, com a vantagem de, neste caso, poder optar também por casar S2/P3 e S3/P2. Se pretender evoluir para um sistema multicanal 5.1, só tem de comprar mais um par de satélites para trás e uma coluna central C1 e, eventualmente, reforçar ainda mais os graves com outro «sub». Tempos depois, a dependência agrava-se, compra outro «sub» e fica com dois pares de colunas de chão, que por sua vez podem ser reforçadas por outro «sub» e... bom, já perceberam - nem a Lego faria melhor.


A versatilidade do sistema é extensiva às ligações e aplicações práticas. Pode ligar os «subs» no modo passivo aos amplificadores como se fossem colunas normais (o sinal para os satélites é transmitido através das tais calhas electromecânicas de encaixe); ou pode ligar os «subs» no modo activo (têm amplificação própria) a uma das saídas do prévio (convém ter um prévio com duas saídas, neste caso; ou do processador AV (saída 100Hz) e os satélites directamente ao amplificador. No primeiro caso, um selector «adapta» a resposta do sub ao satélite respectivo, podendo apenas regular-se o volume daquele; no segundo, pode servir-se ainda dos selectores de fase (polaridade) e frequência de corte (50Hz-150Hz). Parece confuso, mas é tão simples que a concorrência deve estar a esta hora a perguntar-se porque não pensou nisto antes.


Além de práticas e relativamente baratas, as Athena não são nada feias: a imitação de madeira de cerejeira engana bem ao longe e o painel (baffle) em plástico moldado dá-lhes um ar «hi-tech», a que o pórtico do «sub» (apontado para a frente para ainda maior versatilidade de colocação na sala) confere agressividade estética q.b.


Como a virtude está no meio, eu apostava no conjunto S2/P2 como o que melhor se adapta à dupla função de par principal para um sistema de áudio puro com pretensões a integrar um plantel, como se diz na gíria futebolística, de Cinema Em Casa.


Distribuidor: Ajasom


Fabricante: Athena Technologies